O Centro de Investigação em Ciências Sociais (CICS) realizou ontem, dia 25 de outubro, no Instituto de Educação, o seminário “Ensino Superior e Mercado de Trabalho – tensões e desafios profissionais na contemporaneidade”.

A interligação do ensino superior com o mercado de trabalho, a emigração e o empreendedorismo qualificado foram os temas que suscitaram maior discussão.

As elevadas taxas de desemprego em Portugal, que afetam, inclusivamente, um grande número de pessoas com qualificações, foi uma das principais motivações para a organização do seminário, de acordo com uma das responsáveis pela organização do evento, Susana Amaral.

O seminário promoveu o debate do ensino superior e do mercado trabalho, com base em ideias suscitadas por investigações académicas e na experiência de diferentes grupos de profissionais e de entidades empresariais.

Com este debate, o CICS espera conseguir “colocar a academia minhota a pensar nos problemas do desemprego, emigração e empreendedorismo, e a procurar soluções para os mesmos”, esclarece Susana Amaral.

Para Rosa Cardoso, estudante de Sociologia, o seminário revelou-se “muito interessante”, uma vez que lhe permitiu esclarecer dúvidas, “pensar mais sobre tema”, e adquirir conhecimentos que espera poder aplicar na sua licenciatura.

Sem um público-alvo específico, este seminário procurou abranger um público diversificado, “não em termos de quantidade, mas em termos de qualidade”, revela a organizadora. Susana Amaral adiantou, ainda, que um dos objetivos do seminário era captar contributos sobre o tema capazes de gerar alguma mudança.

Embora ainda não consiga quantificar a adesão a esta sessão, Susana Amaral confirmou que a discussão “foi muito interessante”, mas deixou um aviso: “É hora de projetar outras iniciativas semelhantes”.

Rita Baptista
Tânia Ferreira