O aproveitamento das sobras alimentares deu o mote a uma nova campanha de combate ao desperdício alimentar nas cantinas e bares da Universidade do Minho (UM), iniciada em outubro.

Os Serviços de Ação Social da Universidade do Minho (SASUM) em parceria com um grupo de alunos do terceiro ano do curso de Ciências da Comunicação da UM criaram o movimento “Menos olhos do que barriga”.

Segundo dados avançados pelos SASUM, por mês as cantinas e os bares da UM atingem as quatro toneladas de comida desperdiçada, servindo agora esta campanha para alertar a comunidade académica para a necessidade de reduzir os desperdícios alimentares.

A primeira semana de dezembro foi marcada por um conjunto de ações nas cantinas e bares, realizados no campus de Gualtar, que visavam “inspecionar os desperdícios alimentares dos alunos”, tal como referiu, em declarações ao ComUM, Catarina Pereira, uma das alunas à frente do movimento.

Esta semana o movimento “Menos olhos do que barriga” passará por Azurém. A cantina localizada neste campus receberá, igualmente, estas ações de patrulha.

Catarina Pereira fez ainda um balanço positivo relativo à campanha no que toca à adesão dos alunos e à consciencialização que é feita através de equipas de voluntários organizados em patrulhas.

As ações das patrulhas organizadas pelo grupo de alunos, composto por Catarina Pereira, Cláudia Barros, Flávia Botelho, Sara Oliveira e André Vilar, em conjunto com os SASUM irão repetir-se até ao final do ano letivo.