O Gil Vicente encerrou a primeira volta do campeonato com uma derrota na Madeira, diante do Nacional, por 2-0. A equipa de Barcelos chega a meio da época no nono lugar, somando o oitavo jogo consecutivo sem vencer.

Os gilistas entraram bem na partida, com uma oportunidade logo no primeiro minuto que Simi não conseguiu finalizar da melhor forma. Após os primeiros dez minutos em que o Gil Vicente demonstrou vontade de atacar o jogo, o Nacional fez jus ao seu favoritismo e impôs velocidade no seu jogo, criando oportunidades para inaugurar o marcador.

Aos 35 minutos, num livre frontal, Candeias deu um toque que desviou a bola da barreira, para Marçal concluir em força, quebrando o nulo no marcador. O jogo permaneceu em ritmo lento até ao intervalo, apesar do claro ascendente madeirense, que se refletia na vantagem por um golo.

Na segunda parte, o Gil Vicente entrou bem e procurou o golo do empate, que quase surgiu aos 50 minutos, quando Brito atirou à barra na recarga a uma defesa de Gottardi, falhando o empate.

Numa fase em que o Gil Vicente fazia por merecer a igualdade, o Nacional chegou ao segundo golo na partida. Aos 61 minutos, num lance bem trabalhado pelo avançado Lucas João, Diego Barcellos rematou colocado, dilatando a vantagem para os alvinegros.

Até final nada se alterou, com os minhotos a procurarem criar perigo, mas sem sucesso e o Nacional a explorar o contra-ataque.

O Gil Vicente defronta na próxima jornada do campeonato a Académica em Coimbra, mas antes volta a defrontar o Nacional, na Madeira, para a Taça da Liga, onde vai procurar quebrar a série negra que o clube atravessa – está em ganhar desde 3 de novembro.