Em jogo da 16ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol, o SC Braga empatou frente ao Paços de Ferreira (1-1). No dia do 93º aniversário do clube minhoto, os adeptos arsenalistas esperavam uma vitória como prenda, mas a pouca intensidade colocada em campo ditou o resultado final.

Na parte inicial do encontro, o SC Braga entrou melhor e soube aproveitar as fragilidades defensivas da equipa de Paços de Ferreira. Marcava o cronómetro 15 minutos, quando Nuno André Coelho apareceu dentro da pequena área e, num toque mágico, colocou a bola no fundo das redes da baliza adversária (1-0).

A equipa de Jesualdo Ferreira, com o moral em alta, assumiu o comando do jogo e fixou-se no meio campo do Paços de Ferreira. A sorte não estava, contudo, do lado dos bracarenses, que cometiam alguns erros na transição e desperdiçavam oportunidades de golo. Entretanto, a equipa visitante deu sinais de vida e, num excelente remate de pé esquerdo de Buval, por pouco não fez o empate. A bola acabou por sair ao lado da baliza de Eduardo e fez respirar de alívio os bracarenses.

Ainda antes do intervalo, o SC Braga voltou a desperdiçar a oportunidade de ampliar o marcador: Rusescu, isolado no coração da área, não conseguiu enfrentar o guarda-redes Degra, que afastou a bola com segurança. Na recarga, Alan escorregou e deixou para trás a oportunidade de assegurar o conforto no resultado.

O segundo tempo trouxe um SC Braga mais defensivo e preocupado em estabilizar a vantagem. Os pacenses estavam mais atrevidos e, aos 49 minutos Bébé, num livre direto, proporcionou uma fantástica defesa a Eduardo, originando um grande momento de futebol.

O tempo passava e a ameaça estava feita. O Paços era a equipa mais sólida e, aos 72 minutos, aconteceu o que já se esperava: na sequência de um canto, Bébé rematou de primeira e a bola entrou disparada nas redes da baliza de Eduardo (1-1). O empate no marcador fez gelar a Pedreira – que estava à espera de muito mais da sua equipa.

Antes do final da partida, os minhotos tiveram duas oportunidades que podiam valer os três pontos. A primeira por intermédio de Edinho, mas a bola acabou por embater no corpo de Degra. A segunda, já nos descontos, quando, na sequência de um canto de Alan, Rusescu apareceu liberto à direita e cruzou para Rafa, que atirou ao lado da baliza pacense.

Com apenas um ponto conquistado neste jogo, o SC Braga permanece no sétimo lugar da tabela classificativa. Na próxima jornada, desloca-se ao terreno do Belenenses.