Este jogo colocou frente a frente duas equipas que lutam por lugares europeus e que, à partida, estavam separadas por apenas um ponto. Os visitantes revelaram-se mais eficazes e venceram o jogo por 1-2. Assim sendo, o Vitória está em sexto lugar do campeonato e, neste momento, fora das posições que dão acesso à zona europeia.

A equipa minhota entrou praticamente a perder em campo. Ainda antes do décimo minuto de jogo, o central Paulo Oliveira travou em falta Djaniny dentro da área e, Claudemir, chamado à marcação da grande penalidade, conseguiu enganar Douglas.

Os vitorianos tentaram responder ao golo sofrido, no entanto foi Djaniny quem colocou duas vezes seguidas a defesa do Vitória em sentido. Da primeira vez, o remate do avançado do Nacional foi desviado para canto pelo central Paulo Oliveira. Na sequência, o mesmo Djaniny antecipou-se ao primeiro poste e desviou para a baliza. Valeu Douglas que, atento, defendeu a bola.

À passagem do vigésimo minuto, Tomané pôs Gottardi à prova. Foi uma defesa importante do guarda-redes do Nacional, que segurou a vantagem da sua equipa.

Aos 24 minutos, surgiu um contratempo para Rui Vitória, que se viu obrigado a fazer uma substituição, uma vez que o central Kanú teve de sair por lesão. Para o seu lugar entrou Leonel Olímpio. No entanto, ainda antes do intervalo, os minhotos chegaram ao empate. Aos 32 minutos, Addy ganhou a bola a Zainadine, correu em direção à área e fez a assistência para o golo fácil de Tomané. Ao intervalo, o resultado estava empatado a uma bola.

Na segunda parte do jogo, praticamente não existiram oportunidades de golo. A mais clara, e praticamente a única flagrante, surgiu ao minuto 82: Mário Rondón só não colocou os visitantes de novo na frente do marcador graças a uma grande intervenção de Douglas, que encurtou o ângulo do avançado e o forçou a errar.

Contudo, cinco minutos depois da grande defesa, Douglas ficou mal na fotografia. Depois de um cruzamento de Marçal, Rondón rematou de primeira e o guarda-redes do Vitória não conseguiu defender a bola, ficando a ideia de que poderia ter feito melhor. A dois minutos dos 90, os vitorianos ficaram sem tempo para responder.

Na próxima jornada, o Vitória desloca-se a Setúbal para defrontar o 12º classificado do campeonato português de futebol.