O Vitória SC perdeu, em casa, diante do Maia Basket por 91-93 em jogo referente à 20ª jornada da Liga Portuguesa de Basquetebol. Apesar de ter averbado a primeira derrota caseira, a equipa comandada por Fernando Sá mantém o segundo posto da tabela classificativa.

A equipa vimaranense entrou bem na partida, ganhando algum ascendente durante a primeira parte, onde a formação minhota explorou com sucesso as suas ações ofensivas perto do cesto. Apesar do domínio da turma de Guimarães, o Maia Basket nunca permitiu que o Vitória se distanciasse no marcador, já que os pupilos de Fernando Sá conquistaram uma vantagem de apenas sete pontos quando se antingia o final da primeira parte (36-29).

Na etapa complementar, o Vitória voltou a entrar com todo o gás, revelando enorme eficácia ofensiva. Durante o terceiro período, os minhotos anotaram 27 pontos, conquistando uma vantagem de 16 no final do mesmo período (63-47).

Quando tudo fazia prever uma vitória tranquila da turma vimaranense, o Maia Basket encetou uma recuperação fantástica nos últimos dez minutos do desafio. Durante o último período da etapa regulamentar, a formação maiata revelou enorme atitude e raça, concretizando com enorme eficácia os lançamentos de longa distância e os contra-ataques que teve à disposição.

Seria assim, com enorme coração, que o Maia chegaria ao empate quando Nuno Marçal, na sequência de um ressalto ofensivo, concretizou um lançamento de dois pontos no último segundo do encontro, levando a partida para prolongamento.

Apesar do final inesperado, o Vitória reagiu bastante bem, conquistando uma vantagem de oito pontos (88-82) a dois minutos do final do prolongamento. Quando, novamente, a turma vimaranense parecia ter a vitória na mão, o Maia Basket concretizou dois triplos consecutivos, relançando a discussão do resultado. Até ao apito final, ambas as equipas jogaram mais com o coração do que com cabeça, acabando por ser a equipa do Maia a levar a vitória para casa, novamente através de um lançamento no último segundo concretizado pelo inevitável Nuno Marçal.

Destaques individuais para Erik Salvador (22 pontos e oito assistências) e Nuno Marçal (20 pontos e oito ressaltos) do lado da turma maiata, enquanto as exibições de José Silva (26 pontos e sete ressaltos) e Pedro Pinto (19 pontos, seis ressaltos e sete assistências) não foram suficientes para manter a invencibilidade caseira da formação vitoriana.
Na próxima jornada, o Vitória SC desloca-se ao terreno da Oliveirense, em jogo a contar para a 21ª jornada da Liga Portuguesa de Basquetebol.