O SC Braga deslocou-se a Alvalade para medir forças com o Sporting e foi derrotado por 2-1, em jogo a contar para a Liga ZON Sagres. Repetiu-se o resultado da primeira volta do campeonato, com os leões a vencerem pela margem mínima.

Num jogo que marcou a estreia de Jorge Paixão como técnico dos arsenalistas, o Sporting entrou melhor, a colocar muita intensidade no jogo e a pressionar bastante o adversário.

A formação leonina deixou por diversas vezes a defesa bracarense em alerta, criando muito perigo com cruzamentos para a área à procura da finalização do argelino Slimani.

A equipa minhota respondeu quase sempre através de jogadas de contra-ataque e, numa das poucas oportunidades de golo de que dispôs na primeira parte, colocou a bola no fundo das redes leoninas.

O SC Braga ganhou vantagem num lance de infelicidade de Rui Patrício: o guardião do Sporting fez uma má abordagem da jogada e, depois, acabou por fazer autogolo, colocando o adversário na frente do marcador.

No recomeço da partida, a formação da casa regressou dos balneários com vontade de inverter o resultado e passou a aproximar-se da baliza de Eduardo com maior perigo.

Aos 70 minutos, Jefferson empatou o encontro através da conversão de uma grande penalidade cometida por Sasso sobre Carlos Mané.

Os leões não tiraram o pé do acelerador e, em menos de cinco minutos, deram a volta a resultado, por intermédio de Islam Slimani, que rematou forte e viu ainda a bola ressaltar em Aderlan Santos, enganando Eduardo.

Até ao cair do pano, os arsenalistas lutaram pela igualdade e estiveram perto de o conseguir, não fosse uma grande defesa de Rui Patrício que negou o golo a Luiz Carlos.

Com este desaire, o SC Braga continua conseguir vencer fora de portas para o campeonato desde a quinta jornada – quando derrotou o Arouca. No próximo sábado, a equipa minhota defronta o Nacional da Madeira, adversário direto na luta pelos lugares europeus.