“Espaços da vida e da ficção camilianas” é a primeira exposição de fotografias em 3D, em Portugal, sobre os espaços da vida e da obra de um escritor português, exposta no Centro de Estudos Camilianos, em Famalicão.

A exposição é constituída por 25 fotografias do interior da casa de Camilo Castelo Branco, de acordo com José Oliveira, membro da Direção da Casa de Camilo. “Alguns fantogramas, ou seja, fotografias colocadas no plano horizontal, dão a ilusão de que o visitante está diante do objeto que foi fotografado”, e ainda são apresentadas cerca de 30 fotografias sobre os espaços famalicenses abordados na obra camiliana.

Para José Oliveira, este tipo de fotografia “reproduz de um modo muito fiel quer a paisagem, quer os ambientes interiores”, de tal forma que “a sua itinerância por diferentes entidades culturais proporcione a quem não se pode deslocar a São Miguel de Seide uma visita plena de realismo”.

Até ao momento, segundo José Oliveira, a receptividade do público à exposição tem sido boa.   O membro da direção afirma que o público que visita e vê a exposição está mais habituado a ver filmes em 3D do que fotografias em 3D. Além disso, acrescenta que “observar este tipo de trabalho fotográfico, apenas possível com a utilização de óculos especiais, cria uma sensação ao visitante de estar nos próprios locais que foram fotografados”.

A exposição, da autoria de Carla Gaspar e Filipe Rego, marca as comemorações do 150ºaniversário da instalação do famoso escritor no concelho. Começou no passado dia 11 de Outubro, e vai prolongar-se até 22 de Fevereiro do próximo ano. Além desta exposição, podem ser encontrados, no Centro de Estudos, o busto do autor, e ainda a apresentação da obra “Calvário e Glória de Camilo” de Eduardo Sucena, por João Bigotte Chorão.