A peça de teatro “Desaparecidos” está em exibição no Theatro Circo, desde esta terça-feira, dia 11, e pode ser vista até quarta-feira, dia 19 de novembro, a partir das 21h30. É para maiores de 16 anos e o bilhete custa dez euros.

Esta é uma peça que demorou mais de dois anos a ser preparada e aborda o teatro como uma contraproposta à liderança capitalista, através de intervenções urbanas. Isto com vista a alcançar um lugar idealista, onde origens distintas, a língua e a cultura são o início de uma experiência comum.

A peça é uma encenação livre da obra de Franz Kakfa, com encenação de Samuel Hof. Segundo o próprio encenador, “há muitas diferenças entre a peça e a obra, uma vez que possuem estruturas diferentes e a obra original é inacabada”. A peça “é sobre as várias maneiras de estar perdido no mundo”. É retratada, assim, a história do anti-herói Karl Rossmann, um indivíduo que chega a um país novo e das suas adaptações ao mesmo.

A obra tem causado sentimentos contraditórios ao público. “As reações são muito diferentes de atuação para atuação. Algumas audiências ficam tristes e pesadas e outras ficam mais entusiasmadas”, diz o Samuel Hof.