Homem do jogo

Pardo

Rápido, possante e perigoso. Foi sempre um dos homens mais ativos do ataque do Braga. À boa exibição, acrescentou um golo. Aos 82 minutos, deu o melhor seguimento a um canto e cabeceou para o primeiro tento do encontro. Assim sendo, acabou por desbloquear uma partida, onde o adversário – mesmo com menos um jogador desde o minuto 35 – se recusava a desistir do jogo.

 

Em cima

Pedro Santos

Saiu do banco a vinte minutos do final do jogo e revelou-se uma opção muito acertada de Sérgio Conceição. Entrou muito bem, agitou as coisas e fez o segundo golo, finalizando um contra-ataque rápido. Fechou o assunto e fez respirar de alívio os jogadores e os adeptos da equipa da casa.

Entrada do Gil Vicente na segunda parte

A equipa de Barcelos, apesar de ter sentido o revés de jogar grande parte da partida com menos um jogador, dificultando ainda mais a sua tarefa, não desanimou e recusou-se a desistir. A formação comandada por José Mota entrou muito aguerrida para a segunda metade do encontro e esteve perto de fazer o primeiro golo do jogo. Jander e João Vilela remataram de longe e obrigaram Matheus a defesas apertadas.

Adriano Facchini

Apesar de ter sofrido dois golos já perto do final do encontro, Adriano fez uma excelente exibição, com defesas de grande nível. Foi um dos responsáveis pelo facto de o Gil Vicente ter aguentado sem sofrer golos até ao minuto 82. A destacar a grande intervenção, aos 77 minutos, de Facchini, que voou e tirou um golo que já parecia certo a André Pinto.

 

Em baixo

Luís Silva

Um autêntico jogo para esquecer. O médio português viu dois amarelos em dois minutos e foi expulso, numa altura em que o jogo estava equilibrado. Esta infantilidade dificultou ainda mais a tarefa do actual último classificado da Primeira Liga, que luta para conquistar a primeira vitória no campeonato.

Éder

Foi o jogador que esteve em pior forma do lado do SC Braga. Sempre muito trapalhão, não pareceu confiante e passou ao lado do jogo. O internacional português não foi uma mais-valia para a equipa comandada por Sérgio Conceição, uma vez que nas poucas oportunidades que teve, não conseguiu levar a melhor sobre Adriano Facchini.

A crónica do jogo: Braga leva a melhor sobre o Gil Vicente