Num jogo dividido em termos de lances perigosos, foi o Belenenses a criar a primeira oportunidade de perigo, através de um cabeceamento de Deyverson, que saiu ao lado da baliza defendida por Matheus.

A resposta do Braga surgiu poucos minutos mais tarde por intermédio de Pardo que cabeceou a bola ao lado da baliza, após cruzamento de Éder.

Os azuis do Restelo continuaram a criar perigo. Surgira, de seguida, dois remates perigosos de Miguel Rosa, defendidos pelo guarda-redes bracarense.

Aos 30 minutos, num lance de bola parada, surge o único  tento do jogo. Pardo marca o livre no lado esquerdo do ataque bracarense e Santos cabeceia a bola para o fundo das redes defendidas por Matt Jones.

Os minhotos cresceram no jogo e chegaram a marcar o segundo golo, no entanto anulado pela equipa de arbitragem. No momento do passe de Rúben Micael para Éder, o avançado parece em linha com o último defesa do Belenenses.

Os minhotos foram para o intervalo em vantagem no marcador e voltaram dos balneários à procura do golo da tranquilidade. Baiano foi o primeiro a tentar logo no primeiro minuto da segunda parte, através de um remate de fora da área, que testou as capacidades do guarda-redes dos azuis.

Obrigada a marcar, a equipa orientada por Lito Vidigal foi à procura do golo do empate, criando perigo através de um lance de bola parada. Após cruzamento de Miguel Rosa, Deyverson cabeceia ao lado da baliza.

Aos 64 minutos, o Belenenses dispôs da melhor oportunidade do jogo para chegar ao empate. Paulo Batista assinalou uma grande penalidade após mão de Aderllan Santos dentro da área bracarense. Na conversão, Fredy não foi capaz de superar Matheus.

Aos 74 minutos, o guarda-redes brasileiro voltou a brilhar, depois de defender um livre marcado por Miguel Rosa, mantendo a baliza bracarense inviolável.

Depois de alguns minutos de sufoco, o Braga conseguiu criar perigo para a baliza do Belenenses. Custódio foi o primeiro a tentar com um cabeceamento que saiu ao lado. Depois, Éder, já na compensação, dispôs de uma grande oportunidade para fechar as contas no marcador, através de um cabeceamento que foi figura do guarda-redes do Belenenses.

Até ao final do jogo, o Sporting de Braga conseguiu segurar o resultado garantindo os três pontos, passando a somar um total de 25, mais quatro que a equipa orientada por Lito Vidigal.

Na próxima quinta-feira, o Sporting de Braga desloca-se novamente a Lisboa, desta vez para defrontar o Benfica, em jogo a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal.