O Moreirense venceu o Boavista, por 1-0, graças a um golo de André Simões. Os conégos conquistaram a quinta vitória no campeonato – a terceira em casa – e fecham o ano na nona posição da Primeira Liga de futebol.

Na preparação da partida, Miguel Leal antevira um jogo de “grau de dificuldade máximo”, realçando ainda a vontade dos seus pupilos em manter o balanço positivo fruto de uma vitória sobre o Paços de Ferreira e um empate em Alvalade. Dito e feito. O Moreirense acabou mesmo por vencer o Boavista, mas sem antes ter que vestir o fato-macaco.

Amputada da sua referência de ataque – Ramón Cardozo fora expulso na jornada anterior –, a equipa de Moreira de Cónegos passou por dificuldades para desmontar o bloco de um adversário tradicionalmente defensivo e aguerrido. O golo madrugador de André Simões (9´), contudo, facilitou imenso uma tarefa que se adivinhava desgastante para os visitantes. Desbloqueado o nó no marcador, o Moreirense conseguiu gerir a vantagem com bola e causar relativo incómodo junto da baliza de Mika.

O Boavista, apostado em adiar ao máximo o tentp dos visitados, viu com este golo a estratégia cair em saco roto, necessitando Petit de mexer prematuramente na estrutura da equipa para a recalibrar. Aos 35 minutos, o lateral João Dias cedeu o lugar ao avançado Michael Uchebo, recuando o hondurenho Beckeles para a defesa.

Na segunda parte, o jogo do Boavista não fugiu muito daquilo que é a sua identidade: intensidade, futebol direto, muita luta e esperança na capacidade individual de um dos homens da frente para transformar este caudal ofensivo em golos. Neste período, o Moreirense fez valer a sua perspicácia e qualidade no processo defensivo para estancar e controlar a reação axadrezada, aliando a organização ao necessário coração.

O apito final de Marco Ferreira viria a consumar mais um triunfo dos cónegos, que passam a somar 20 pontos e a ocupar o nono lugar, bem longe das posições de despromoção. Na próxima jornada do campeonato, os minhotos têm uma longa viagem até Setúbal para defrontar mais um concorrente direto na classificação, o Vitória local que conta com menos 9 pontos. Ainda antes, porém, e no encontro que fecha o calendário desportivo de 2014 para o clube, o Moreirense recebe o Arouca em encontro a contar para a 1ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga.