O Óquei de Barcelos venceu esta quarta-feira a Sanjoanense, em São João da Madeira, por 2-6, em jogo a contar para a 15ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins.

O conjunto barcelense entrou na partida da melhor maneira, com Zé Pedro a inaugurar o marcador logo aos dois minutos.

A Sanjoanense, perante o seu público, foi em busca do golo do empate, gerando-se alguns minutos de equilíbrio, num jogo muito disputado e com muitas faltas.

Chico Barreira, ao quarto de hora, não conseguiu bater o guardião visitante de livre direto e na resposta o Barcelos marcou por três vezes em pouco mais de minuto: primeiro por Zé Pedro, depois pelo capitão Luís Querido e seguidamente pelo jovem Miguel Vieira.

A formação da casa conseguiu reduzir no minuto seguinte por Chico Barreira, mas no mesmo minuto Zé Pedro recolocou os minhotos a vencer, por uma vantagem de quatro golos.

Até ao descanso, a Sanjoanense podia ter marcado, mas mais uma vez Ricardo Silva tapou os caminhos da baliza, defendendo uma grande penalidade. De referir que o guardião barcelense realizou uma grande exibição, peça fundamental para o sucesso dos comandados de Paulo Freitas.

Com o resultado praticamente selado, as equipas protagonizaram um segundo tempo muito mais calmo, em virtude da vantagem alcançada pelos visitantes.

Ainda assim, os homens da casa conseguiram reduzir a sensivelmente dez minutos do final da partida, por Daniel Homem.

Apesar das investidas da Sanjoanense, o resultado não sofreria alterações e, a dois minutos do fim, o capitão Luís Querido ainda teve tempo para converter um livre direto, ditando o resultado final em 2-6.

Numa partida muito disputada, os barcelenses souberam aproveitar as fragilidades e alguma falta de experiência do adversário para construir um resultado confortável ainda na primeira parte.

Na próxima jornada, o OC Barcelos recebe a Juventude de Viana, num apetecido “dérbi” minhoto.