O SC Braga venceu na segunda jornada da Taça da Liga, frente à Académica, por 1-0. Num jogo regulado pela falta de intensidade de ambas as equipas, a partida decidiu-se num lance de bola parada, com Sasso a ser o herói do jogo. 

Sérgio Conceição e Paulo Sérgio aproveitaram este jogo para dar oportunidade a atletas menos utilizados. Tanto o SC Braga como a Académica renovaram os seus “onzes” e a falta de entrosamento entre os intervenientes resultou num encontro pautado pela falta de intensidade e de qualidade nas ações de ambas as equipas.

Os primeiros 20 minutos foram desinteressantes para os poucos adeptos que se deslocaram ao AXA nesta quarta-feira à tarde. Numa partida confusa e em que nenhuma das equipas mostrava argumentos para produzir jogadas organizadas, foi a partir de um lance confuso na área bracarense que a Académica criou perigo, com Magique a ficar perto do golo.

Num jogo sonolento, o SC Braga só acordou aos 34 minutos, quando, após uma boa jogada, Salvador Agra cruzou para Pedro Santos, que esbarrou em Cristiano, guarda-redes da Briosa. Até ao final dos primeiros 45 minutos, somaram-se as más decisões e as faltas, registando-se a lesão do estreante Boly, que foi substituído por Aderlan Santos.

O regresso dos balneários trouxe uma nova postura para o jogo, principalmente da parte dos minhotos. Aos 55 minutos, após um canto batido na direita do ataque bracarense, Aderlan desviou ao primeiro poste e, subtilmente, Sasso tocou para o fundo da baliza da Académica.

A Académica, em desvantagem, não conseguia impor o seu futebol, mantendo-se na retaguarda e apostando nas transições rápidas. O SC Braga procurava controlar, com Zé Luís, que entrou após o golo, a ser o jogador “mais” do conjunto de Sérgio Conceição. O jogador cabo-verdiano criou bastantes problemas à defensiva conimbricense, especialmente com a sua velocidade.

O marcador não sofreu alterações até final, com os bracarenses a controlarem o resultado até ao final dos 90 minutos. Os minhotos garantem assim a primeira vitória na Taça da Liga, num jogo fraco e com poucas ocasiões de golo. No próximo domingo, a equipa minhota desloca-se a Setúbal, para defrontar o conjunto de Domingos Paciência, antigo treinador do SC Braga.