Homem do jogo

Jackson Martínez

É uma peça-chave na equipa do FC Porto: pelo que marca e pelo que trabalha em prol da equipa, conseguindo jogar bem de costas para a baliza adversária, oferecendo boas soluções aos colegas e funcionando como ponto de referência do ataque portista. Em Moreira de Cónegos, fez o golo cinco mil do FC Porto no campeonato e deu o mote para a vitória da formação azul e branca.

 

Em cima

Herrera

Ganhou um lugar cativo no meio-campo do FC Porto e é um jogador cada vez mais confiante. Hoje, saíram dos pés do mexicano as assistências para os dois golos com que os portistas bateram ao Moreirense: aos 28 minutos, serviu Jackson e, aos 60, fez o cruzamento que Casemiro emendou para o fundo da baliza de Marafona. Absolutamente decisivo.

João Pedro

Foi o jogador do Moreirense em maior evidência, o dono das bolas paradas na equipa minhota. Aos 66 minutos, dispôs de uma soberana oportunidade para relançar a discussão do resultado, reduzindo a vantagem azul, mas Fabiano negou-lhe bem os caminhos da baliza. Esteve sempre muito desapoiado.

Casemiro

Parece, por vezes, um jogador bipolar. Criticado por ser demasiado impetuoso na abordagem aos lances, costuma oscilar entre momentos de acerto e desconcentrações improváveis, que se traduzem sobretudo em passes errados que originam ataques perigosos ao adversário. Frente ao Moreirense, esteve mais assertivo, mais eficaz no passe e fechou a vitória portista, à hora de jogo, marcando o golo que permitiu ao FC Porto sossegar o espírito.

Postura do Moreirense

Depois de ter perdido Vítor Gomes e Felipe Melo no mercado de Inverno, o Moreirense ficou privado hoje, ainda durante a primeira parte, de Ramón Cardozo e André Marques, por lesão. Ainda assim, a equipa minhota nunca se rendeu e manteve-se fiel aos seus princípios. Ainda obrigou Fabiano a duas ou três boas defesas, tendo estado perto do golo, aos 66 minutos, por João Pedro.

 

Em baixo

Lesões de Cardozo e André Marques

Em 32 minutos, Miguel Leal foi forçado a fazer duas substituições, ambas por lesão. Aos seis minutos, a equipa minhota perdeu o avançado Ramón Cardozo, que deixou o terreno de jogo com muitas dificuldades, sendo que pouco depois da meia hora, numa altura em que o FC Porto já estava em vantagem, André Marques também saiu lesionado. Pior do que os efeitos no jogo de hoje foi o facto de ambas as lesões terem parecido ser graves.