O Moreirense não conseguiu evitar a derrota (2-0) frente ao Belenenses no Restelo. A turma de Belém precisou apenas de 45 minutos para garantir os três pontos. Os homens de Moreira de Cónegos há duas jornadas que não provavam o sabor da derrota. O Belenenses, que já não vencia desde 22 de fevereiro, colocou fim a uma série de maus resultados.

Desde cedo os lisboetas mostraram vontade em levar de vencida o Moreirense, mas o guarda-redes Marafona foi uma autentica muralha. Miguel Leal não estava satisfeito com o desempenho dos seus jogadores e ao minuto 37′ faz entrar Gerso Fernandes e Lucas para os lugares de João Pedro e Rojas.

As substituições pareciam não surtir efeito, pois ao minuto 39′ o português, Fábio Sturgeon, inaugurou o marcador. Passados apenas dois minutos, quando a formação minhota ainda digeria o golo sofrido, Danielson, após livre de Carlos Martins, traiu Marafona e a colocou a bola na própria baliza.

Tudo corria mal ao Moreirense e pior ficou. O avançado verde e branco, Alex, agrediu Gonçalo Brandão e o árbitro a não hesitou na mostragem do cartão vermelho.

Na segunda metade, os visitantes ainda acreditaram no triunfo, mas o Belenenses não abriu mão da partida e limitou-se a gerir o resultado. No final do encontro, o técnico Miguel Leal comentou a partida com ironia dizendo que os seus jogadores pareciam “uns anjinhos que foram a Belém”.
O Moreirense está agora no 10° posto da tabela classificativa.