O Vitória de Guimarães deslocou-se este domingo ao terreno do Penafiel, saindo derrotado por 2-0, em jogo da 3ª eliminatória da Taça de Portugal. Os vimaranenses foram surpreendidos pela equipa do segundo escalão, e Sérgio Conceição soma mais uma derrota no comando da equipa, sendo eliminado de mais uma taça.

O Vitória até entrou melhor no jogo, assumindo o favoritismo, e conseguiu criar vários lances de perigo, nomeadamente através de Tozé, que logo aos 5 minutos via o seu remate embater na cortina defensiva do Penafiel.

Os penafidelenses apenas conseguiram criar uma oportunidade aos 16 minutos, por Tiago Barros. O jogo foi-se tornando equilibrado, muito devido à falta de eficácia dos minhotos. Tozé ia desperdiçando cada vez mais oportunidades, e o jogo acabou por chegar ao intervalo sem golos.

A história do jogo mudou radicalmente logo no início da segunda parte: aos 50 minutos, canto para a equipa da casa, e o avançado Yero a surgir nas alturas e a fazer o primeiro golo do encontro.

O Vitória reagiu imediatamente, e após um canto batido por Otávio, a formação de Sérgio Conceição celebrou o golo. No entanto, a equipa de arbitragem entendeu que a bola não ultrapassou completamente a linha, e invalidou aquele que seria o golo do empate.

Os vitorianos não se deixaram abater, e de seguida, Licá teve duas oportunidades de golo que voltaram a não ser concretizadas, com grande mérito para o guardião Ivo, uma das figuras da partida.

Aos 69 minutos, o Vitória de Guimarães via as contas complicarem-se, depois de Gonçalo Abreu, que entrara pouco antes, ter feito o 2-0 para a equipa da casa.

Após o segundo golo, o Penafiel procurou jogar com segurança, aumentando a frustração para os lados de Guimarães. Os visitantes mostraram-se desconcentrados e a displicência na hora de finalizar continuava a ser o maior problema dos pupilos de Conceição.

O resultado não se voltou a alterar em Penafiel, e o Vitória fica fora da Taça de Portugal logo na terceira eliminatória. É a terceira equipa do principal escalão a cair às mãos de equipas da segunda divisão, depois do Moreirense e do Tondela terem perdido com o Desportivo das Aves e Gil Vicente, respectivamente.