O SC Braga venceu, esta noite, os checos do FC Slovan Liberec por 2-1, em jogo a contar para a quinta jornada da fase de grupos da Liga Europa. Os bracarenses asseguraram o apuramento para os 16 avos-de-final da prova, ficando para a última jornada a luta pelo primeiro lugar do grupo.

A equipa comandada por Paulo Fonseca entrou em campo com a certeza de que um empate garantia a ambicionada qualificação, a quinta, num total de cinco participações na fase de grupos desta prova. E assim foi. Não com um empate, mas sim com uma vitória nos minutos finais.

Os minhotos, que alinharam com Djavan, já recuperado, a titular, dominaram os primeiros minutos de jogo, mas sem criar real perigo. Aproveitaram os visitantes, com Matheus a ter de se aplicar, fazendo uma defesa de grande nível, negando o golo aos checos.

Cinco minutos depois foi a vez de Hassan criar perigo para a baliza de Koubek, que defendeu para canto um remate muito perigoso, já dentro da área. O jogo arrefeceu e foi a equipa checa a aproveitar a apatia minhota para, a dez minutos do intervalo, chegar à vantagem, através de Efremov, que recebeu um grande passe de Bartosák.

O SC Braga respondeu nos minutos seguintes, com dois cabeceamentos perigosos de Hassan, um para defesa do número 21 do Liberec, outro que, com o guardião já batido, foi beijar a barra, acabando por sair para pontapé de baliza.

Aos 41 minutos de jogo, a pressão do Braga daria resultado. Boa combinação entre Rafa, Hassan e Alan, que acabaria por dar em golo de Ricardo Ferreira. Estava reposto o empate e anulada a vantagem do Slovan Liberec, que não fez mais que os bracarenses para chegar ao intervalo em vantagem.

No início da segunda parte, e já como tinha acontecido nos primeiros 45 minutos, o Braga foi a equipa com mais vontade de conquistar os três pontos. Rafa e Hassan eram os mais rematadores, sendo que o avançado egípcio rematou ao poste aos 52 minutos, depois de uma boa troca de bola dos bracarenses.

O Braga dominava e estava cada vez mais perto do golo, no entanto o tempo passava e o resultado mantinha-se, muito graças a Koubek que, aos 82 minutos defendeu um lance em que Rafa seguia isolado depois de uma sublime jogada individual.

Ao cair do pano, e quando o empate já parecia consumado, Crislan deu uma alegria aos adeptos do Braga, fazendo o 2-1 final, já para lá dos 90. Mais uma vez, Rafa na jogada, fazendo um grande passe a rasgar a defesa e a isolar o brasileiro, que só teve de desviar do guarda-redes.

O Braga apura-se, assim, para a próxima fase da prova, ficando por decidir o primeiro lugar, sendo que basta empatar frente ao Groningen para garantir o topo da classificação.

A equipa minhota continua, assim, invicta em casa esta época, tendo um registo de oito vitórias e um empate, e vai tentar manter esse registo já na próxima segunda-feira, frente ao SL Benfica, em jogo a contar para a Liga NOS.