Moreira de Cónegos assistiu a um dérbi minhoto recheado de golos, entre o Vitória SC e o Moreirense, com os vimaranenses a saírem vitoriosos por 3-4. O jogo, a contar para a 16ª jornada da Liga NOS, foi equilibrado, com a equipa da casa a procurar o empate até aos minutos finais, sem sucesso.

Depois de uma derrota em casa frente ao Benfica, o Vitória entrava neste jogo com vontade de regressar aos triunfos. Já do lado contrário, o Moreirense vinha de uma vitória por 3-0 na casa do Boavista, e procurava manter esse bom ritmo.

Apesar da forte chuva, que se fez sentir durante a tarde, o jogo começou a um ritmo rápido, com ambas as equipas a procurarem atacar desde o primeiro minuto, de tal forma que, logo aos seis minutos, Rafael Martins já inaugurava o marcador para os homens da casa.

A resposta vitoriana não tardou a surgir e, dois minutos depois, Ricardo Valente marcava o golo do empate, numa recarga a um remate de Otávio.

O início da partida começou assim frenético e, com o passar do tempo, as oportunidades começaram a pender mais para o lado do Vitória. Aos 17 minutos, os vimaranenses davam a volta ao marcador, por intermédio de Henrique Dourado, na sequência de um canto.

Os visitantes continuaram à procura de mais um golo que alargasse a vantagem, mas a verdade é que o Moreirense não baixou os braços, procurando o empate.

Com o intervalo a chegar, as duas equipas baixaram o ritmo, até que aos 43 minutos, Luís Rocha fez o 1-3 para o Vitória, após mais um canto, sendo que desta vez o remate levou um desvio traiçoeiro para o guarda-redes Stefanovic.

Depois de uma primeira parte emocionante, com quatro golos, os adeptos esperavam mais do mesmo para o segundo tempo, e uma resposta forte do lado do Moreirense.

A verdade é que, logo aos 51 minutos, os cónegos relançaram novamente a partida. Boateng, acabado de entrar, fez o desvio que o guarda-redes João Miguel Silva não conseguiu defender.

Tal como sucedera na primeira parte, o Vitória respondeu de forma rápida e, depois de duas oportunidades perigosas, o quarto golo acabou por aparecer, aos 58 minutos, por Henrique Dourado, que bisou na partida.

Aos 68 minutos, Iuri Medeiros reduziu para 3-4, relançando o Moreirense na disputa do encontro, com pouco mais de 20 minutos para o final.

Estes 20 minutos foram de sofrimento para os adeptos do Vitória presentes, que viam o adversário pressionar com todos os homens. Stefanovic chegou mesmo a avançar para a área, já perto do fim, mas a defesa forasteira manteve-se sólida, não abrindo mão dos três pontos.

O resultado final ficou assim fixado em 3-4, num jogo marcado pelo elevado número de golos e por um ritmo emocionante. Do lado negativo ficaram, no entanto, vários sinais de protesto ao longo do encontro, por ambas as claques, contra o horário e dia do jogo.