O Vitória SC recebeu e venceu o Nacional por 2-1, no jogo que inaugurou a décima jornada do campeonato português. Apesar das adversidades, a equipa da cidade berço foi capaz de dar a “cambalhota” no marcador e colocar-se provisoriamente no terceiro lugar da Liga NOS:

O conjunto vimaranense, diante os seus adeptos, procurava alcançar a terceira vitória consecutiva e continuar o bom momento na Liga.  Contudo, tudo se complicou à passagem do minuto 25. Marega, jogador que tem sido a principal estrela vimarenense, agrediu Siqueira e recebu ordem de expulsão. A jogar contra dez, o treinador da equipa insular fez sair um médio, Tiago Rodrigues, para entrar com mais um avançado, Nelson Bonilla. Até ao intervalo a formação visitante ainda introduziu a bola no fundo das redes do adversário, mas o lance foi invalidado por fora de jogo  e o nulo manteve-se até ao intervalo.

A segunda parte trouxe um Nacional mais atrevido na procura do golo, que acabou por surgir à passagem do minuto 49, numa transição rápida concluída por Hamzoui. No entanto, o homem do jogo estava-se a guardar para o quarto de hora final. Mesmo em inferioridade numérica, os jogadores da equipa da casa foram à procura do golo, que apareceu por Tiquinho Soares ao minuto 76. O mesmo Soares acabaria por completar a cambalhota no marcador através da marcação de uma grande penalidade.

Com esta vitória, a terceira consecutiva, os comandados de Pedro Martins ascendem ao terceiro lugar, com os mesmos 20 pontos que Porto e Braga, que ainda não entraram em campo nesta jornada da Liga NOS: