“Hoje é noite de Rock ‘n’ Roll. Divirtam-se”. As palavras de Fernando, vocalista dos Bed Legs, anteviam um concerto aceso e foi exatamente isso que a sala lotada do Sé la Vie recebeu esta sexta-feira. O palco da cidade de Braga afastou o frio inverno minhoto com muita energia Rock ‘N’ Roll, na noite em que os bracarenses Bed Legs celebraram cinco anos de existência.

O público aderiu às energias que emanavam dos músicos, desde o momento em que a banda entrou em palco. E a noite aqueceu bem depressa. O single “Vicious” levou o público ao rubro e “Black Bottle” embalou a sala num blues rock muito sentido.

Mas foi em “Wrong Man”, quarta música do alinhamento, que o Sé la Vie se soltou por completo. O público estava um pouco tímido para iniciar o mosh e teve de ser o próprio vocalista a atirar-se para a plateia e acender o fogo que nunca mais se apagou.

O frontman bracarense teve uma interação sempre muito forte com o público minhoto. Ora dançava com as pessoas na frente, ora falava sobre as canções e as experiências de vida. Chegou mesmo a tornar-se um espectador quando saltou do palco para o público para ver os seus colegas a tocarem os solos na canção “My Heart Back”. E se não saltava para o meio da plateia por iniciativa própria, era levado pelos próprios espectadores, que não se mostraram tímidos, e levaram Fernando para o meio dos moshes e crowd surfs.

O alinhamento contou ainda com a poderosa “Try”, que foi recebida com muito entusiasmo pelo público que não se fez rogado: dançou, abriu mosh e cantou a plenos pulmões a letra da canção.

Quando a banda acabou a última malha, a loucura Rock ‘N’ Roll ainda estava bem viva e o Sé la Vie quis mais. Pediu-se o encore que a banda amavelmente deu.

Os Bed Legs acabaram a festa de aniversário com longos aplausos e votos de bom Natal para todos os presentes. Celebraram-se cinco anos cheios de energia que transpira Rock ‘N’ Roll e, como a banda disse: “Que dure mais cinco. Mais dez. Mais cinco vidas”.