Empate a zero na deslocação do SC Braga ao terreno do Nacional da Madeira, em partida referente à 16ª jornada da Liga NOS. O conjunto orientado por Jorge Simão nunca conseguiu impor o seu jogo, pertencendo ao conjunto da casa as melhores oportunidades para marcar.

Após a chicotada psicológica a meio da semana no Nacional, com Jokanovic a substituir Manuel Machado no comando técnico, esperava-se um duelo difícil. E assim o foi. Primeira parte muito tática com os insulares a exercerem uma forte pressão em todo o terreno, não deixando os minhotos circularem a bola. E foi a partir dessa mesma pressão que surgiu a grande oportunidade do primeiro tempo.

Decorria o minuto 10 quando André Pinto falhou o tempo de passe para Marafona, e Tiago Rodrigues isolado não conseguiu colocar a bola no fundo das redes. O Braga tentava libertar-se, mas quase sempre sem sucesso. Exceção feita a uma combinação aos 36 minutos entre Djavan e Horta em que o brasileiro apareceu em boa posição para finalizar, rematando à figura de Rui Silva. Sem grandes surpresas, o nulo mantinha-se ao intervalo.

No reatamento do segundo tempo, o Nacional esteve perto de marcar. Hamzoui recebeu uma bola longa de César e frente a Marafona rematou por cima. O lance não desanimou os “Guerreiros” que tentaram colocar mais velocidade nas transições em busca do golo. Porém, a disciplina tática com que os homens da casa se mostravam dentro de campo, não permitia aos minhotos criarem perigo. Jorge Simão tentou mexer no jogo com as entradas de Rodrigo Pinho e Alan, mas os efeitos não foram os desejados.

A partida continuava muito disputada principalmente a meio campo – nota para o elevado número de amarelos mostrados pelo árbitro da partida -, e o nulo mantinha-se. Foi já no tempo de descontos que as duas equipas tiveram oportunidade para passar para a frente do marcador. Primeiro foi Rui Fonte que, dentro de área, viu Tiago Rodrigues tirar-lhe o “pão da boca”. Minutos depois, Rui Correia, isolado, falhou o cabeceamento com a bola a sobrar para Marafona.

O encontro terminada com a divisão de pontos, resultado que não agradava a nenhuma das equipas. O Braga vê assim o terceiro lugar em risco pois, dependendo dos resultados de Sporting e Vitória SC – contra Feirense e Benfica, respetivamente -, pode cair na tabela classificativa. Na próxima jornada os minhotos recebem o lanterna-vermelha do campeontao, CD Tondela.