Homem do Jogo

Soares

É por isto que eles são caros. Soares é aquele jogador que faz valer cada euro dado por ele. Mostrou frieza e teve instinto de ponta de lança no primeiro golo do FC Porto. Pressionou, lutou, correu e nunca se escondeu do jogo. Até Douglas foi vítima da constante pressão do ponta de lança, que nunca dá uma bola como perdida. Os adjetivos começam a esgotar-se para este jogador que já despertou interesse dos olheiros da seleção brasileira.

Em cima

Felipe e Marcano

Dupla de betão. Nunca foram apanhados desprevenidos e mostraram sempre muita entrega em todos os lances. Competentes a defender, ainda espreitaram o golo num lance de bola parada, no qual Marcano assistiu e Felipe atirou ao lado. Mais um jogo sem sofrer golos fora de casa e, jogo após jogo, mostram ser a dupla defensiva mais forte do campeonato.

Nuno Espírito Santo

O técnico português apostou em Herrera e André André e deu-se bem. Em 4-4-2, tentou fechar mais a equipa e tentar sair em transições rápidas. Defensivamente, poucas vezes viu a sua equipa ser ameaçada e ofensivamente foi letal. Depois de se colocar em vantagem, já na segunda parte, Espírito Santo fez entrar Corona e mais tarde Diogo Jota para dar mais agressividade ao ataque e não deixar o Vitória subir muito no terreno. Mudou e foi feliz, saindo de Guimarães com os três pontos.

Bruno Gaspar

Excelente primeira parte do defesa direito vitoriano. Enquanto teve frescura, foi sempre um perigo e tentou sempre dar profundidade ao flanco direito do ataque. Prova disso foram as raras vezes que Alex Telles subiu no terreno.

Em baixo

Bernard

Mais um jogo em que ficou aquém das expectativas. Sempre muito escondido do jogo e muito mole nas disputas de bola, foi presa fácil para Danilo e para André André. Pedro Martins deu-lhe a batuta do meio campo mas nunca conseguiu acertar o ritmo de jogo. Saiu do jogo debaixo de um coro de assobios. Tarda em provar que a ida para o Atlético não foi um erro de casting.

Ataque do Vitória SC

Com a saída de Soares e acrescentando as ausências de Hernâni e Marega, a equipa vitoriana terminou mais um jogo sem marcar qualquer golo. O ultimo golo foi marcado pelo, agora ponta de lança do FC Porto, Soares na vitória em Braga. Sem grandes oportunidades, a única defesa de registo de Casillas nem contou pois Rafael Martins estava em fora de jogo na altura do cabeceamento. Muito pouco para tanto domínio. Pedro Martins tem muito trabalho pela frente, pois é claro que Rafael Martins e Fábio Sturgeon ainda não estão enquadrados na equipa.