No terceiro jogo em casa frente a um dos “três grandes”, o Vitória SC sofreu o segundo desaire. Depois de terem perdido com o Benfica (antes tinham empatado com o Sporting), os vimaranenses foram derrotados pelo FC Porto por 0-2.

Neste jogo da 21ª jornada da Liga NOS, um dos atrativos era o regresso de Tiquinho Soares ao estádio D. Afonso Henriques, agora com a camisola dos dragões. A verdade é que o avançado foi titular e fez a diferença.

O início do encontro foi marcado por abordagens distintas das equipas. Os portistas procuraram ter a bola sempre que possível, enquanto que os vitorianos apostaram em jogadas rápidas. Na primeira meia hora de jogo, o equilíbrio foi notório em termos de lances de perigo. Aos 36 minutos, após um remate falhado de André Silva, Tiquinho Soares “picou” a bola sobre Douglas e esta só parou no fundo das redes. O avançado brasileiro marcou, assim, contra o seu antigo clube.

Já na segunda parte, o treinador do Vitória SC, Pedro Martins, à medida que via as dificuldades da sua formação em criar situações para marcar, foi mexendo na equipa, lançando Fábio Sturgeon (estreou-se pelos minhotos), João Aurélio e David Texeira. Contudo, os vimaranenses continuaram com dificuldades. As melhores oportunidades até pertenceram aos azuis e brancos na etapa complementar. Já dentro dos últimos cinco minutos, Diogo Jota, suplente utilizado, aproveitou um erro de Douglas para fazer o segundo golo para a sua equipa.

Após este desafio, o Vitória SC mantém-se na 5ª posição com 35 pontos. Na próxima ronda, o conjunto de Guimarães desloca-se ao reduto do Belenenses.