Para além do polo universitário, há um outro polo, o cultural, que podes descobrir no centro histórico de Braga. A cidade que agora te acolhe tem uma enorme diversidade de espaços culturais, com programas diversos, que vão ao encontro de todos os gostos. Se já vives por cá e queres explorar outros cantos, o seguinte guia cultural pode ser o teu ponto de partida.

 

Theatro Circo

Aberto desde 1915, o Theatro Circo é, atualmente, uma das maiores referências culturais em Braga. Ao longo dos seus mais de 100 anos de atividade, a sala de espetáculos sempre procurou oferecer aos bracarenses e aos visitantes da cidade minhota um conjunto variado de demonstrações culturais.

O espaço já acolheu diversos tipos de espetáculos, tais como atividades circenses. Atualmente, recebe as mais variadas formas de expressão cultural, de concertos, a peças de teatro, bailados, sessões de cinema, exposições e festivais.

Às segundas-feiras e aos sábados é possível realizar visitas guiadas, onde se pode conhecer todos os espaços do edifício, do palco aos bastidores, passando pelos camarins.

 

Gnration

Localizado no antigo quartel da G.N.R. de Braga, o Gnration assume-se como um espaço criativo e inovador. Tendo em conta que é um grande edifício, está dividido em pátios e salas capazes de receber espetáculos e exposições.

A sua atividade assenta na divulgação das artes digitais, na exposição de formas de arte contemporâneas e na disseminação de várias expressões musicais. Como possui uma parceria com a Casa da Música, existe um intercâmbio entre os dois espaços. No Gnration, essa relação está patente através de formações, que tanto podem ser vocacionadas para crianças, como para adultos.

 

Altice Forum Braga 

Trata-se do mais recente polo cultural da cidade dos arcebispos. O Altice Forum Braga é a segunda maior sala de espetáculos do país, com capacidade para 12 mil espectadores. As valências não findam nos concertos. O novo espaço bracarense também está equipado para receber congressos e feiras.

Reabilitado a partir do Parque de Exposições de Braga, o Altice Forum Braga só abriu as portas em abril deste ano, mas já contou com cerca de 40 eventos – com destaque para o festival Groove Braga, para o Greenfest e para o concerto dos Thirty Seconds To Mars.

 

Museu da Imagem

Situado numa das antigas torres da muralha medieval, quem visitar o Museu da Imagem, junto ao Arco da Porta Nova, poderá encontrar exposições temporárias de fotografia, participar em visitas guiadas e  em oficinas relacionadas com a imagem. Para além disto, é ainda possível consultar, em permanência, o arquivo de imagens originário do Arquivo da Aliança, que tem documentos que datam do inicio do século XX.

 

Zet Gallery

Este espaço oferece aos artistas emergentes a oportunidade de exporem os seus trabalhos. A oferta começa pelos corredores, com exposições fotográficas, que levam a espaços mais amplos, com pinturas, esculturas, trabalhos de desenho e de ilustração. O auditório da galeria recebe também concertos intimistas, ciclos de cinema, palestras e debates.

 

Museu Nogueira da Silva

O Museu Nogueira da Silva faz parte do património da Universidade do Minho, fruto de uma doação por parte de António Nogueira da Silva, em 1976. O museu alberga a coleção privada da Fototeca e Biblioteca de História e Arte. Para além disto, a aposta na diversificação das ofertas culturais fez com que, atualmente, seja possível participar em debates e conferências relacionadas com a arte, assim como assistir a concertos. Quem for de visita ao museu poderá ainda visitar um dos jardins mais secretos de Braga, que se esconde para lá das montras de exposição.

 

Sé la Vie

O Sé la Vie é um café que, tal como o nome indica, se localiza em frente à Sé de Braga. Com três anos de existência, o espaço é capaz de receber concertos e exposições de arte.

 

Nota: Texto atualizado a 20 de setembro de 2018 às 19h00.