Apesar da revolução no onze operada por Pedro Martins, o Vitória SC venceu o Boavista em jogo a contar para a quinta jornada da Liga NOS. Foram sete as alterações feitas pelo treinador português. Com Victor Garcia, Konan, Wakaso e Rincon a fazerem a estreia a titulares nesta época, os conquistadores queriam regressar às vitórias. Rincon foi o herói deste jogo ao marcar o golo decisivo do encontro.

No início do jogo, ambas as equipas apresentavam um ritmo lento, que em nada contribuiu para o show de bola. Com os homens da casa a jogarem um futebol, por vezes, “desligado”, nunca conseguiram levar perigo até à baliza de Vagner. Com um “onze” pouco habituado a jogar junto, os vimaranenses viram o Boavista a aproximar-se mais da sua baliza. O melhor momento da primeira parte foi protagonizado pelo guardião Douglas. O lateral “axadrezado” Talocha rematou forte para uma grande parada do guardião brasileiro. O jogo chegava ao intervalo com apenas um remate feito pelos “conquistadores”.

A segunda parte revelou-se bastante diferente. Com Hurtado a entrar para o lugar de Sturgeon, o peruano trouxe mais dinâmica ao meio-campo. Contudo, as ocasiões de golo continuavam a escassear. Até que o minuto 65 trouxe o tão desejado golo que a plateia vitoriana ansiava. O colombiano Rincon, aposta de Pedro Martins para o onze titular, apareceu na área e emendou à boca da baliza um cruzamento de Raphinha. O golo fez os adeptos da casa respirar de alívio. A ligeira vantagem manteve-se até ao fim do encontro, com o Vitória SC a conseguir sacar um triunfo caseiro frente aos “panteras negras”.

Com cinco jornadas disputadas, o Vitória SC soma agora sete pontos e sobe ao sétimo lugar da classificação. O próximo jogo é a contar para a Liga Europa, com os austríacos do Salzburgo a visitarem o D. Afonso Henriques na próxima quinta-feira.