A equipa feminina do Vilaverdense deslocou-se este domingo a Alcochete para defrontar o campeão nacional, Sporting CP. Em jogo a contar para a segunda jornada da Liga Allianz, a equipa minhota perdeu por 3-2 no jogo teoricamente mais complicado da temporada, tendo em conta o adversário em causa.

A partida começou com mais bola para a equipa leonina, que deu a sensação de maior conforto nos primeiros minutos. Contudo, o primeiro grande sinal de perigo surgiu do lado minhoto, onde Diva apareceu na cara do golo frente a Patrícia Morais, que, com uma boa saída, evitou o inaugurar do marcador.

O lance referido fez do Sporting CP uma equipa mais nervosa e insegura, mas face à velocidade da recém-entrada Diana Silva conseguiu chegar ao golo num lance de insistência.

O Vilaverdense sentia dificuldades em fazer o seu jogo, esbarrando numa equipa do Sporting CP perfeitamente instalada no meio-campo adversário. Esta tendência de jogo levou ao 2-0 a favor dos da casa.

Diana Silva sofreu grande penalidade e, na conversão, Tatiana Pinto aumentou a vantagem. Poucos minutos depois, contra a corrente do jogo, Catarina Pinto reabre uma brecha de esperança para a equipa minhota, reduzindo para 2-1.

Galvanizado com o golo, o Vilaverdense foi à procura do empate, mas em contrapartida expôs-se mais às investidas “verde e brancas”. O Sporting CP soube aproveitar os espaços concedidos pela turma minhota da melhor forma e ampliou a vantagem para 3-1, novamente por Tatiana Pinto.

Contudo, já na parte final do encontro, quando o resultado já parecia fechado, Sara Brasil reduziu a favor das cores vilaverdenses. Num dos lances mais bonitos do encontro, reabriu o resultado e criou incerteza até ao fim da partida, que, ainda assim, não voltaria a sofrer alterações.

Com este desaire, o Vilaverdense sofreu a primeira derrota da época, somando três pontos em duas jornadas. Encontra-se em igualdade pontual com o União Ferreirense, Valadares e Estoril-Praia na quarta posição. Na próxima ronda, a formação de Vila Verde recebe o A-dos-Francos.