Em jogo a contar para a terceira jornada da Taça CTT, os “Gverreiros do Minho” receberam no Estádio Municipal de Braga a formação do Portimonense, tendo empatado 2-2. Assim, o SC Braga mantém-se no último lugar do grupo A, juntamente com o conjunto algarvio, com dois pontos somados.

Quando questionado acerca de uma possível falta de motivação dos seus jogadores, Abel Ferreira, técnico do SC Braga, afirmou que “a partir do momento em que se representa um clube como este”, todos têm que estar “motivados”.

Embora ambas as equipas se encontrassem já eliminadas da competição e se esperasse uma partida menos intensa, o jogo ficou marcado pelo equilíbrio. Para além disso, esta foi a oportunidade do regresso aos relvados de jogadores como Wilson Eduardo, Rosic e Sequeira, como também da estreia de Tiago Sá pela formação principal dos bracarenses.

Mesmo tendo vindo de uma lesão, Wilson Eduardo entrou muito bem na partida e colocou o SC Braga na frente do marcador, fazendo o primeiro golo aos seis minutos de jogo.

Embora os minhotos se encontrassem em vantagem, continuavam a criar lances de perigo, chegando mesmo ao segundo tento aos 32, por Bruno Viana. Pouco tempo depois, foi a vez do Portimonense SC reduzir e colocar o resultado em 2-1, após golo de Dener aos 39.

Depois do intervalo, o SC Braga entrou em campo de forma determinada, com Wilson Eduardo a tentar bisar na partida, mas a sua intenção foi rejeitada pelo ferro da baliza algarvia.

No resto da segunda parte, o SC Braga tentava, mas não conseguia ampliar a vantagem no marcador, o que permitiu ao Portimonense ganhar confiança e chegar mesmo ao empate aos 78 minutos de jogo, após golo de Dener, que bisou na partida.

Com esta igualdade de 2-2, os minhotos despedem-se de 2017 e da Taça CTT, ao ficar no último lugar do grupo A da competição com dois pontos, juntamente com o Portimonense.

Os “Gverreiros dos Minho” focam-se agora no ano de 2018, onde no dia 3 de janeiro deslocam-se ao terreno do Boavista, em jogo a contar para a 16ª jornada da Liga NOS.