Depois da vitória frente ao Belenenses, o Moreirense regressa às derrotas na Liga NOS. Pires assinou três dos quartos golos dos algarvios.

Depois de estar a vencer por 0-3, o Moreirense acabou por perder o encontro por 4-3, com apenas oito jogadores em campo. Os cónegos mantêm-se no 16º posto da Liga NOS, a dois pontos dos lugares de despromoção.

A partida começou com um lance de perigo ao primeiro minuto de jogo: Rafa Soares, jogador do FC Porto cedido ao Portimonense, fez um cruzamento-remate que quase surpreendeu Jhonatan, guarda-redes do Moreirense.

As dificuldades de construção do Moreirense resolveram-se aos 15 minutos da primeira parte, com um livre lateral perigoso, seguido de uma boa oportunidade para o conjunto de Moreira de Cónegos. Contudo, o nulo mantinha-se na partida, com nenhuma das equipas a desvendar o segredo para o golo.

Tudo mudou aos 38 minutos, quando o pé direito de Tozé empurrou a equipa minhota para a frente do marcador através da conversão de uma grande penalidade, após falta cometida por Nakajima sobre Sagna.

Sem baixar o ritmo, e apenas passados 2 minutos, o Moreirense dilata a vantagem do marcador, com um remate certeiro de Aouacheria, após mau atraso de Dener. O número 10 de Moreira de Cónegos aproveita da melhor forma, ultrapassando Ricardo e fazendo o segundo golo da partida.

De seguida, na área da equipa da casa, avistava-se o terceiro golo. Aouacheria desfere um remate que desvia em Lucas e obriga Ricardo a uma grande defesa por reflexo. As equipas acabariam por voltar aos balneários, com o Moreirense a vencer o jogo confortavelmente.

A segunda-parte recomeça com um golo de Tozé, que bisa na partida, aos 52 minutos de jogo. A jogada iniciou-se com o passe de Arsénio para o médio, que colocou a bola no fundo das redes adversárias.

A intensidade do jogo aumenta. Aos 58 minutos, o Portimonense reduz a diferença no marcador pelos pés de Pires. Acendia uma luz de esperança no conjunto algarvio que ainda tinha muito que fazer para reverter o resultado.

O Portimonense voltava a marcar por intermédio de Rúben Fernandes, fazendo o 2-3 na partida. O remate de Nakajima acabou por encontrar o central em posição para encostar para o segundo tento dos caseiros.

Já nos minutos finais, a equipa de Moreira de Cónegos fica reduzida a dez, com Zico a ser expulso por acumulação de amarelos. Um grande percalço para os minhotos, que acabariam por sofrer minutos depois. Rafa Soares caiu dentro da área em luta com Sagna e Pires, da marca dos 11 metros, não hesitou e fez o golo do empate.

Aos 92 minutos, Nakajima remata, mas Jhonatan não segura. Na recarga, Pires é travado em falta pelo guarda redes do Moreirense e o árbitro da partida aponta para a marca da grande penalidade. O avançado não perdoou e converteu para a reviravolta no marcador, completando o hat-trick.

O Moreirense, perto do fim, vê-se reduzido a oito jogadores, aos 96 minutos, com Boubacar Fofana a ver o segundo amarelo na partida. Ousmane Dramé foi também expulso, com vermelho direto, depois do apito final.

O Portimonense reforça o seu 9º lugar, ao contrário do Moreirense que se encontra perto da linha de água, com apenas mais 2 pontos do que o 17º classificado. No próximo jogo, o Moreirense recebe o Boavista, em jogo a contar a 29ª jornada da Liga NOS.