Bom começo de épocas dos arsenalistas fazia prever uma temporada tranquila. Contudo, a luta pela manutenção prolongou-se até às últimas jornadas.

O título deste artigo não poderia ser mais elucidativo da época preconizada pelo Arsenal da Devesa. Com uma equipa humilde e de poucos recursos, a equipa de Domingos Nunes sabia que a tarefa não seria fácil, a manutenção seria discutida até ao último fôlego, e assim foi.

Com uma fase regular de grande sofrimento, a equipa bracarense começou de forma intermitente. Ainda assim, até à décima jornada, o Arsenal somava três vitórias, um empate e seis derrotas. Uma marca que longe de ser brilhante, dava esperança para uma melhoria com o avançar da época.

Nada mais errado de se pensar. Porquê? Ora, nos 16 jogos seguintes até ao fim da fase regular, a formação minhota entrou num declínio tão acentuado, que a manutenção parecia uma missão de nível de dificuldade superior ao esperado. Até ao término da fase regular, os arsenalistas somaram apenas mais uma vitória e dois empates, acabando a fase regular no 11º lugar, que obrigava a equipa a disputar a fase de manutenção.

A derradeira luta estava para chegar na fase final da época, sendo que a concorrência não se esperava fácil. Contudo, aqui a equipa nortenha conseguiu uma prestação de maior qualidade, ainda que longe de ser tranquila. A fase de manutenção começou com uma derrota frente ao Belenenses, que fazia pairar o fantasma da fase regular.

Foi nessa altura que o plantel comandado por Henrique Nunes reagiu da melhor forma às dificuldades, registando a melhor fase da época. Fase esta que viria a revelar-se decisiva para a sobrevivência no escalão maior do andebol português. O registo de sete jogos sem perder, com quatro vitórias e três empates serviram de “balão de oxigénio” sem precedentes na época da equipa. As últimas três jornadas, que culminaram em outras tantas derrotas, puseram a equipa bracarense novamente na rota do “inferno da descida”.

Contudo tal não se viria a registar, já que os rivais diretos posicionados logo abaixo, não foram capazes de inverter os acontecimentos. Os minhotos garantiram, assim, a manutenção na primeira divisão e antevem-se uma próxima época preenchida de desafios.