Equipa de Luís Castro não conseguiu digerir o resultado da Luz, continuando com algumas dificuldades em assentar a sua matriz de jogo.

O Vitória SC recebeu e perdeu o encontro diante do CD Feirense por 0-1, em jogo a contar para a segunda jornada da Liga NOS. A equipa vimaranense continua, depois de uma pré-época bastante promissora, sem conhecer o sabor da vitória, somando por derrotas os dois encontros realizados para o campeonato. Fábio Sturgeon foi o autor do único tento da partida.

Depois do encontro no Estádio da Luz na jornada inaugural, Luís Castro decidiu operar uma pequena revolução para a receção à equipa de Santa Maria da Feira. Desta vez, o técnico vitoriano optou pela chamada ao onze de Pedro Henrique, Florent, Celis, Davidson e Welthon, numa tentativa de começar o encontro de forma mais decidida que na jornada anterior.

Contudo, a equipa demonstrou, desde cedo, dificuldades em construir jogo a partir de trás, optando muitas vezes pela bola longa, opção que surtiu pouco efeito. Para dificultar ainda mais a vida à equipa da casa, o CD Feirense soube aproveitar a falta de criação de jogo vitoriano, deixando a equipa da casa em sentido. Primeiro foi Crivellaro, que em dose dupla, testou a defensiva caseira. Edinho, na cobrança de livre direto, deixou novo aviso.

O mote estava dado e a tarefa vitoriana não se afigurava fácil. Até ao fim da primeira parte, o Vitória SC respondeu timidamente por intermédio de Welthon e Davidson, mas nunca causaram grande perigo à baliza de Caio Secco.

A segunda parte trouxe um Vitória SC mais expedito e os tentaram desfazer o nulo de forma mais recorrente do que no primeiro tempo. As entradas de João Carlos Teixeira e Tallo agitaram mais o jogo, dando a sensação de que a partida podia definitivamente pender para o lado “conquistador”.

Mas foi do outro lado, na baliza de Douglas, que esteve o ponto de viragem. Luís Machado decidiu despertar a formação da Vila da Feira em direção aos três pontos, só que esbarrou em Douglas, que impediu o pior no Estádio D. Afonso Henriques.

Não foi à primeira, foi à segunda. Aos 88 minutos, Fábio Sturgeon marcou o tento decisivo da partida, depois de uma jogada de ataque rápido desenvolvida por Babanco. O golo do ex-vitoriano foi um duro golpe para a equipa vimaranense que, quando se balanceou para a frente, não foi capaz de assegurar a coesão defensiva necessária para chegar ao objetivo. Até ao apito final, o resultado não sofreu alterações, consumando a segunda derrota na Liga NOS em outros tantos jogos para o Vitória SC.

O próximo compromisso da equipa de Luís Castro traz novo adversário difícil. Desta feita, os vitorianos visitam o Estádio do Dragão, onde medirão forças com o FC Porto