Equipa de Ivo Vieira encontra-se com quatro pontos ao cabo de 5 jornadas disputadas.

O Moreirense deslocou-se este domingo ao terreno do CD Tondela, num jogo a contar para a quinta jornada da Liga NOS, saindo derrotado por 2-0. A partida ficou marcada pela posse de bola ascendente dos visitantes e pelos contra-ataques eficazes da equipa da casa.

Numa tarde com menos público do que o habitual, talvez pelo calor que se fez sentir, o jogo começou de forma entretida e sem uma tendência de processos em qualquer uma das equipas. Depois desta primeira fase de adaptação ao adversário, o Moreirense intensificou a pressão, criando desconforto junto da baliza de Claúdio Ramos. Nota de destaque para o cruzamento/remate de Heriberto Tavares que embateu na trave da baliza beirã.

Do outro lado, o CD Tondela começava a sentir-se cada vez melhor no jogo. Apesar do menor caudal de jogo, a equipa de Pepa ia controlando o oponente da maneira que melhor sabe, recorrendo aos lances de contra-golpe para ferir o adversário minhoto.

Pelo meio, um dos destaques da primeira parte foi o VAR. Isto porque Rúben Lima tinha sido admoestado com o cartão vermelho pelo árbitro da partida, vendo a decisão anulada por um fora-de-jogo tirado ao ataque do CD Tondela.

O intervalo começava a aparecer no horizonte e António Xavier, sempre dinâmico, não queria deixar o jogo em branco até ao intervalo. O extremo português aproveitou da melhor forma um passe de Sérgio Peña na sequência de um lançamento. Um a zero e estava aberto o marcador. Com o apito dos primeiros quarenta e cinco minutos a chegar com vantagem do Tondela, ficou ainda na retina mais uma iniciativa de António Xavier que desperdiçou na cara de Jhonatan.

A segunda metade do encontro trouxe duas equipas com uma postura semelhante à da primeira parte. O CD Tondela criava oportunidades fruto de contra-ataques e o Moreirense, sempre com mais bola, demonstrou-se incapaz de materializar o ascendente.

Pelo meio das incidências inerentes ao jogo, António Xavier voltou a fazer a diferença. Trabalhando a bola pela faixa direita e finalizando de fora da área, já depois de puxar o esférico para uma zona mais central do terreno, o ex-Paços de Ferreira fez o 2-0 para a formação beirã.

Até ao final da partida os padrões de jogo mantiveram-se e o resultado acabou mesmo por não sofrer mais alterações. Com este desaire, o Moreirense sofreu a terceira derrota em cinco jornadas decorridas na Liga NOS, posicionando-se em 13º com quatro pontos. Na próxima jornada a equipa de Ivo Vieira recebe o Feirense, em jogo da sexta jornada do campeonato português.