A manutenção destina-se à venda unitária e dos packs de 10 senhas. O valor praticado será de 2,65€ por senha.

Na reunião do passado dia 25 de julho, os representantes da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) no Conselho de Ação Social da Universidade do Minho (UM) levaram a discussão os preços das refeições e do alojamento para o ano letivo 2018/19. Nesta reunião, foi decidida a manutenção do preço das senhas.

Face à publicação da Lei n.º 71/2017 de 16 de agosto, que define os preços máximos de refeição e de alojamento para estudantes do ensino superior em função do Indexante de Apoios Sociais, determinados conforme o valor do salario mínimo nacional, decorreu uma reivindicação da comunidade estudantil.

Para a AAUM, “a luta por melhores condições de ação social indireta não se esgotava na publicação da referida lei e havia ainda um longo caminho no sentido de compensar os sucessivos agravamentos de preços”, como afirmam em comunicado.

Os representantes da AAUM no Conselho de Ação Social da Universidade do Minho, órgão superior de gestão da ação social da Academia, levaram à última reunião que decorreu no passado dia 25 de julho, a posição que defendiam. Foram debatidas as atualizações dos preços das refeições e do alojamento para o ano letivo 2018/19.

A esta entidade, presidida pelo Reitor da Universidade do Minho (UM), o Administrador dos SASUM e dois representantes da AAUM, “cabe “definir e orientar o apoio a conceder aos estudantes”, competindo-lhe, entre as demais atribuições, fixar os preços e as taxas aplicadas aos serviços prestados e produtos comercializados pelos SASUM”, atesta a AAUM em comunicado.

Nesta reunião, foi aprovada a manutenção do preço das senhas em venda unitária e do valor do pack de 10 senhas. Segundo a atualização do Indexante dos Apoios Sociais, o valor da senha poderia passar para os 2,70€, ao invés dos 2,65€ que estão estipulados no próximo ano letivo.

A Reitoria e os Serviços de Ação Social da UM, que haviam aceitado em 2013 a criação de um pack económico de 10 senhas com 20 cêntimos de desconto por refeição, reiteraram o compromisso com os estudantes e afirmam mostrar-se interessados em criar melhores condições para os alunos.

Já a Associação Académica da Universidade do Minho, afirma que, “continuará comprometida com a promoção do debate e criação de soluções que procurem defender os legítimos direitos e interesses dos seus estudantes”.