A cerimónia ficou marcada com a assinatura de um protocolo entre a ARS-Norte e o novo Centro de Medicina P5.

O 18º aniversário da Escola de Medicina da Universidade do Minho (EMUM) realizou-se esta segunda-feira no Auditório da Escola de Medicina. A comemoração contou com o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, o coordenador do Centro de Medicina P5, professor catedrático Nuno Sousa e o presidente da ARS-Norte, Pimenta Marinho.

A assinatura do protocolo, pelo coordenador do P5 e pelo presidente da ARS-Norte, marca o início de um projeto inovador em que os cuidados de saúde secundários vão ser o foco da atividade. O projeto contará com uma forte componente tecnológica, promovendo diagnósticos mais rápidos, um acompanhamento digital mais eficiente e criando espaço para uma melhor gestão individual da saúde.

A sessão contou, ainda, com os discursos do reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, do presidente da EMUM, Nuno Sousa, e do secretário de Estado adjunto Fernando Araújo. Tal como se previa, deu-se a entrega dos diplomas aos alunos graduados do último ano letivo e dos prémios anuais a investigadores, docentes e estudantes que se tenham destacado pelo seu trabalho, empenho e competência.

A tarde foi, também, assinalada com atividades de promoção do bem-estar físico e mental para todos os gostos, entre as quais aulas de fitness e uma orquestra comunitária, que juntou alunos, professores, investigadores e funcionários num concerto de encerramento.

A EMUM, que até outubro de 2016 se designava Escola de Ciências da Saúde, é das mais recentes da UMinho e uma referência na área. Ao longo dos seus 18 anos destaca-se a qualidade e diversidade dos programas académicos, como a parceria com as universidades de Columbia e Thomas Jefferson (EUA); a afirmação da investigação através do laboratório associado ICVS/3B’s, avaliado com “Excelente” e tendo vários projetos com fundos europeus; e o primeiro lugar nacional desde 2008 nos exames de seriação para a especialidade médica.

Clara Oliveira e  Mariana Pinto  Fernandes