Homem do jogo

Robinho

Mais uma exibição de qualidade do jogador de 35 anos. Com uma capacidade técnica muito acima da média, Robinho tem sido uma das peças mais importantes do Benfica na presente temporada. Apesar de não ter marcado nenhum golo, foi dele a assistência para o segundo tento encarnado, da autoria de Fábio Cecílio. Para além disso, Robinho foi um dos principais desequilibradores da formação encarnado ao longo de toda a partida.

Em cima

João Abreu

Depois de uma época de adaptação aos ideias de Paulo Tavares, João Abreu começa agora a ser uma aposta mais efetiva por parte do técnico dos Gverreiros do Minho. Solidário no processo defensivo e expedito no processo ofensivo, terminou o jogo como guarda-redes avançado, efetuando ainda uma defesa de qualidade. Aos 22 anos vai-se afirmando como um dos bons valores do futsal português

Ambiente no pavilhão

Trabalho muito interessante por parte da Federação naquilo que é a promoção deste tipo de competições. Para além da atuação de artistas antes do início do jogo, o pavilhão contou ainda com a presença de muitos adeptos, fator que apenas comprova o enorme crescimento que o futsal tem tido nos últimos anos.

Em baixo

Lesão de Vítor Hugo

Sendo certo que Vasco Ribeiro não fez uma exibição negativa, a verdade é que a lesão de Vítor Hugo acabou por ser um duro golpe naquilo que eram as aspirações bracarenses na final. Para além das qualidades que evidencia enquanto guarda-redes, Vítor Hugo é também um dos líderes dos minhotos dentro da quadra, tendo a sua falta sido sentida ao longo da segunda parte.