Este é o segundo mandato consecutivo de André Marcos à frente da Associação Recreativa e Cultural Universitária do Minho (ARCUM). A atual direção foi eleita a 6 de fevereiro.

Com espírito renovado, André Marcos lidera a nova lista que tomou posse esta sexta-feira na sede da ARCUM. Depois de um primeiro mandato “recheado de acontecimentos marcantes”, o objetivo está traçado: “2019 será mais um ano de novidades”.

Neste novo ano, a direção da associação pretende “pisar novos caminhos, enfrentar novos desafios e tomar diferentes rumos”, inspirada na frase de António Gedeão entoada por André Marcos na tomada de posse: “sempre que o homem sonha, o mundo pula e avança”.

Sob a presença de membros do executivo municipal e da academia minhota, o presidente da ARCUM fez um balanço do anterior mandato, agradecendo às pessoas que o acompanharam durante o ano de 2018 e que agora terminam as suas funções associativas.

O ano anterior ficou marcado por eventos “inesquecíveis” e “memoráveis”, como “um FITU Bracara Augusta de casa cheia” ou “um espetáculo de video mapping único”, que assinalou o 25.º aniversário do GFUM (Grupo Folclórico da Universidade do Minho).

O mandato de André Marcos contou também com a renovação da imagem da associação, que traduz a “modernização dos compromissos assumidos desde a fundação”.

Da direção recém-empossada, João Barbosa e Tiago Ferreira são os vice-presidentes, Sofia Silva ocupa o cargo de tesoureira e Sara Dias a função de secretária.