A equipa de Abel Ferreira superiorizou-se durante toda a partida. Marcelo Goiano e Paulinho foram os autores dos golos.

O SC Braga deslocou-se ao Estádio do Clube Desportivo das Aves, este sábado, para defrontar o Desportivo das Aves. Numa partida a contar para a 20ª jornada da Liga NOS, o SC Braga dominou a equipa adversária e venceu por duas bolas a zero. Os arsenalistas somam, assim, a segunda vitória consecutiva fora de portas, pela segunda vez esta época.

A primeira parte caracterizou-se por um SC Braga com forte domínio da posse de bola e a jogar no meio campo do Aves, que, por sua vez, esperava por uma boa oportunidade para sair em contra-ataque. Contudo, estava difícil para as duas equipas encontrarem a rota que as levasse para a baliza adversária.

A primeira oportunidade de destaque surgiu aos 15 minutos, depois de um passe em profundidade de João Palhinha a lançar Sequeira, que viu o seu cruzamento ser aliviado para a entrada da área, por Beunardeau. A bola sobrou para Dyego Sousa que, num remate de primeira, viu Diego Galo cortar a bola e impedir os bracarenses de abrirem o marcador.

A equipa de Augusto Inácio apenas causou algum perigo aos 37 minutos, através de um cabeceamento de Jorge Filipe, que passou por cima da trave, depois de um livre direto batido por Rodrigo Soares. A melhor ocasião de golo do primeiro tempo pertenceu à equipa de Abel Ferreira, aos 43 minutos. Paulinho penteou a bola batida por Sequeira e acertou no poste da baliza da equipa da casa.

Os Gverreiros do Minho regressaram fortes do balneário e, aproveitando um Aves que entrou desatento, dispuseram logo de uma oportunidade no primeiro minuto. Ricardo Esgaio passou para Ricardo Horta que, se não fosse o seu remate embater em Paulinho, e consequentemente passar por cima da baliza, poderia ter causado dores de cabeça mais fortes a Beunardeau.

Com uma forte intensidade na partida, os minhotos tiveram nova chance para marcar, seis minutos depois, após abertura de Ricardo Horta para Paulinho, que não foi além de um remate ao lado.  O golo chegou aos 60 minutos, através de Marcelo Goiano. O defesa direito foi furando pela zona central e passou para Dyego Sousa, que deixou o esférico disponível para o remate e golo de Goiano.

A equipa não relaxou e três minutos mais tarde, Fransérgio, que havia entrado no início da segunda parte, abriu na esquerda para Paulinho que, com um remate defendido por Beunardeau, voltou a não ser capaz de atirar a bola para o fundo das redes. Com o pé no acelerador e a dominar o jogo, os braguistas chegaram ao segundo, aos 66 minutos, depois de um grande desenho ofensivo.

Ricardo Esgaio começou por dar largura na esquerda e servir Ricardo Horta no meio, tabelou com Dyego Sousa e ofereceu o golo a Paulinho. Desta vez, o avançado minhoto não desperdiçou e somou o oitavo tento na temporada.

O SC Braga soma agora 46 pontos na Liga NOS e sobe, assim, ao segundo lugar de forma provisória. A próxima partida da equipa será em casa, contra o Desportivo de Chaves, no próximo domingo, pelas 15h.