Empresa municipal dos Transportes Urbanos de Braga vai passar a fiscalizar o estacionamento ainda em 2019.

A mudança vai ser feita ainda em 2019, onde a fiscalização do estacionamento vai deixar de ser da responsabilidade da Polícia Municipal e vai ficar ao encargo da empresa dos Transportes Urbanos de Braga (TUB). A alteração dos estatutos dos TUB foi aprovada com uma maioria favorável da direita e os votos contra do PS e CDU.

Carlos Almeida, vereador do CDU, mostrou-se “surpreendido e apreensivo” pela proposta apresentada. “Isto levanta outras questões que se prendem com o que é já hoje a realidade de gestão dos TUB, que tem a prestação de um serviço público que tem dado passos interessantes, mas há um caminho ainda bastante longo a percorrer”, afirmou. Apesar de reconhecer uma melhoria na rede de transporte escolar e de circulação entre as freguesias periféricas salientou que ainda há “muitas dificuldades e problemas a corrigir”.

O vereador do CDU reforçou a posição do partido relativamente a esta decisão, alegando não querer “acompanhar esta alteração estatutária. É uma opção de gestão. Os TUB merecem um investimento mais sério e consistente para prestar um serviço que lhe está confiado há décadas”. Artur Feio, vereador do PS, recordou que os TUB já têm dificuldades financeiras, acrescentando que a decisão aprovada “é um erro estratégico” de quem “não percebe de gestão”.

As tarefas da Polícia Municipal e a gestão do estacionamento à superfície e o ordenamento do trânsito têm sido alvo de críticas. António Feio referiu uma Polícia Municipal inoperante. “É uma decisão política que não resolve o problema na sua essência. Vai passar para baixo do tapete todos os problemas que vemos na cidade”, criticou.

Artur Feio comentou, ainda, a gestão de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, que se tem pautado pelo “esvaziamento” de competências, resultando numa autarquia de “organização de eventos e de festas”.

Ricardo Rio discorda “em absoluto” das críticas feitas pelos vereadores da oposição, sublinhando que a empresa “tem desempenhado com excelência as suas funções”. O presidente da Câmara de Braga referiu, ainda, a instabilidade dos socialistas que abdicaram “da gestão do estacionamento para um privado” e que agora “criticam tudo o que se faz”.

Relativamente à competência nos TUB, o presidente da CMB assegura que “vai estar muito bem entregue. A empresa tem tido capacidade de ser exemplar a nível nacional”, defendeu.