Fim dos contratos de associação firmados com o Governo está na origem da decisão do Conselho Administrativo. Alunos transitam para a escola de Riba d'Ave.

Após 32 anos de existência, a Didáxis de Vale S. Cosme termina a sua atividade no final do presente ano letivo. Os alunos vão ser deslocados para Riba d’Ave, onde está localizado o outro estabelecimento pertencente à Cooperativa de Ensino Didáxis. A informação foi confirmada esta sexta-feira por Isabel Matos, diretora da escola do concelho de Vila Nova de Famalicão.

Em declarações ao ComUM, a representante máxima da Didáxis de Vale S. Cosme garante que foi uma decisão do Conselho de Administração, liderado por José Fernandes, responsável pela gestão da Cooperativa, que “custou imenso”. O fim dos contratos de associação, anunciado pelo Governo em 2016, e a consequente diminuição do número de alunos estão na origem do fecho da instituição de ensino, no entender de Isabel Matos.

“Depois dos cortes, ainda aguentamos alguns anos e garantimos o fim dos ciclos de estudo. A partir de certa altura, as coisas começam a complicar-se.” A diretora considera ainda que é “muito difícil financiar duas estruturas da envergadura das escolas” que compõem a Cooperativa. Havia outras possibilidades em cima da mesa, como a privatização total da Didáxis de S. Cosme, mas acabou por não se confirmar devido à falta de recursos financeiros e humanos.

Os encarregados de educação dos cerca de 500 alunos que frequentam a escola foram informados da medida do Conselho de Administração na última sexta-feira e durante esta semana realizaram-se algumas sessões de esclarecimento sobre o assunto. Segundo Isabel Matos, no momento do anúncio da decisão, “os pais deram um bom feedback”, sendo que, “em princípio, a maioria dos alunos vai transitar para a Didáxis de Riba d’Ave”.

Em relação à possibilidade de haver mais cortes no número de professores e funcionários docentes e não docente, a diretora assegura que é necessário “reestruturar toda a escola” e que o “Conselho de Administração ainda está a estudar a situação”.

Além da oferta educativa no ensino regular e no ensino profissional, a Didáxis tem uma parceria com o Instituto Politécnico de Bragança e com a Câmara Municipal de Famalicão, desde o início do presente ano letivo. Nas instalações da escola de São Cosme são ministrados cinco cursos técnicos superiores profissionais, acreditados pelo estabelecimento de Ensino Superior, e que, à partida, vão continuar no próximo ano.

“Não vai ser um espaço que vai ficar ao abandono e até vai continuar na área que começamos – educação – o que, de alguma forma nos agrada”, conclui Isabel Matos. Desde que foi anunciado o fim dos contratos de associação por parte do Ministério da Educação, o número de alunos da Didáxis de Vale S. Cosme diminuiu de 1.580 para 491.