Equipa orientada por Luís Castro sai derrotada do embate com o Rio Ave e atrasa-se na luta pelo quinto lugar.

Em jogo a contar para a 29ª jornada da Liga NOS, o Vitória SC deslocou-se ao Estádio dos Arcos, em Vila do Conde, e perdeu com o Rio Ave por 2-1. Com este resultado, os minhotos elevam para cinco o número de jogos sem vencer fora de portas. Por seu lado, a equipa verde e branca regressou às vitórias em casa, algo que já não acontecia desde 27 de outubro.

Luís Castro, treinador dos vimaranenses, entrou com o mesmo 11 que derrotou o Chaves, na jornada anterior. Daniel Ramos, por sua vez, após a derrota frente ao Sporting, fez quatro alterações no plantel, mexendo em todos os setores. O Vitória SC entrou com uma presença mais robusta em campo, apesar de não ter criado oportunidades merecedoras de destaque nos 15 minutos iniciais.

O Rio Ave manteve-se no seu meio campo enquanto a equipa de Guimarães procurava expandir o seu jogo em direção à baliza adversária. Gradualmente, a partida tornou-se mais equilibrada e o epicentro deslocou-se para meio-campo, com agressivas disputas de bolas e com a aposta nos contra-ataques por parte de ambas as equipas.

À passagem dos 30 minutos de jogo, Pedro Henrique cometeu falta sobre Gelson Dala, na grande área, e o árbitro sinalizou penálti. Filipe Augusto assumiu a responsabilidade de bater a grande penalidade e abriu assim o marcador, colocando o Rio Ave na liderança. A reação vitoriana parecia adormecida e foi a equipa da casa que criou uma ocasião de golo, impedida pelo guarda-redes Miguel Silva, após ágil defesa. O intervalo chegou com os homens da casa a vencer por 1-0.

O Rio Ave entra no segundo tempo com fome de golo. O estado de dormência da equipa adversária criou as condições favoráveis a Nuno Santos para converter o segundo golo e levar os adeptos à euforia. Welthon e Joseph substituíram Guedes e Rochinha, respetivamente, na tentativa de acelerar o jogo da equipa de Guimarães, mas o resultado não foi imediato.

Apenas nos minutos finais se viu uma reação dos vimaranenses, após infração na grande área do Rio Ave. O árbitro ouviu as indicações do VAR, viu o lance e assinalou grande penalidade. Tozé reduziu para o Vitória, que ainda assustou nos descontos, mas o resultado não se alterou. No último lance do encontro, Fábio Coentrão foi expulso após entrada perigosa em carrinho. O marcador ficou assim fixado em 2-1.

Com esta derrota, o Vitória SC vê a diferença pontual para o Moreirense aumentar para quatro pontos, dificultando a luta pelo quinto lugar. Na próxima jornada, o conjunto de Guimarães defronta o Desportivo das Aves, em casa.