Três finais, três jogos perdidos para a AAUM nos CNU's. A equipa de basquetebol masculino foi derrotada pela Académica de Coimbra.

Na final de basquetebol masculino dos Campeonatos Nacionais Universitários, a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) perdeu frente à Associação Académica de Coimbra (AAC) por 89-83. Com a derrota na partida realizada esta sexta-feira no Pavilhão Desportivo de Azurém, a formação minhota obteve a terceira medalha de prata na competição que decorre em Guimarães.

A AAC estreou o marcador, mas a AAUM respondeu positivamente, marcando três triplos seguidos, através de Edivino Miranda. A elevada intensidade do jogo obrigou os treinadores a tirar partido das substituições para renovar as equipas e assegurar o ritmo.

Contra-ataques rápidos sem conversão seguidos de ressaltos foram bastante frequentes. Depois de uma fase do jogo em que a AAUM teve mais eficácia nos lançamentos, a Académica deu a volta ao marcador, fazendo 11 pontos seguidos, terminando o primeiro tempo com o resultado em 22-15.

O segundo período trouxe ânimo ao conjunto minhoto, que recuperou de uma desvantagem considerável. Este quarto terminou com o resultado em 27-27. No entanto, no terceiro, a AAC voltou à liderança. A elevada taxa de lançamento convertidos, aliada à fraca eficácia da AAUM, alimentou o resultado 44-35.

No quarto período, as equipas deram indícios de cansaço físico, mas a vontade de vencer permaneceu no foco de cada jogador. Após um lançamento livre a favor dos minhotos, seguido de um triplo, a AAUM ganhou confiança, com André Gomes em destaque, e igualou o marcador (56-56).

No período de prolongamento, as emoções estiveram ao rubro. A bancada fez-se ouvir com mais intensidade e a AAUM, agora com o reforço de Josimar – chegou no final do quarto período porque teve uma prova de avaliação que coincidiu com o jogo –, entrou a marcar. A AAC respondeu ofensivamente e o resultado manteve-se empatado (62-62).

A faltarem 23 segundos para o final dos cinco minutos do prolongamento, a formação minhota vencia apenas por um ponto (66-67). No entanto, nos instantes finais, ao contrário do que tinha acontecido no último quarto, foram os conimbricenses a empatar a contenda. O primeiro tempo de prolongamento terminou empatado (68-68), o que pediu mais cinco minutos de partida. No terceiro tempo extra, a formação do centro assumiu a liderança no marcador, motivada pela prestação de André Silva.

A um minuto do final da partida, o resultada assinalava 86-79. A AAUM reduziu a diferença (87-81) e não baixou os braços, mas foi insuficiente para erguer a taça. A emocionante partida terminou 89-83 e a equipa da AAC sagrou-se campeã nacional universitária de basquetebol masculino. Já o conjunto minhoto alcançou a terceira medalha de prata no evento, depois de ter ficado em segundo lugar no andebol e voleibol feminino.

No jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares, a Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv) levou a melhor sobre a Associação Estudantes do Instituto Universitário da Maia (AEISMAI). O placard, no final da partida, assinalou 99-72.