Tenista vimaranense não teve argumentos para vencer David Goffin. O número um nacional segue agora para Madrid.

João Sousa está fora do Estoril Open. Com o Estádio Millennium bem composto, o público português presente no Clube de Ténis do Estoril assistiu, esta quinta-feira, ao adeus do atual campeão em título. Às mãos do belga David Goffin (25.º ATP), o vimaranense cedeu em sets diretos, com parciais de 6-3 e 6-2.

O encontro não foi fácil para o número um nacional, que só por uma ocasião segurou o serviço no primeiro parcial. O tenista orientado por Frederico Marques ainda esboçou a reação por duas vezes, ao quebrar o “saque” do adversário, mas rapidamente voltou a permitir que Goffin se distanciasse no marcador e arrecadasse o set inaugural.

Longe da condição física ideal, mas com a colocação de bola que o caracteriza, o antigo número sete mundial iniciou a segunda partida da mesma forma que terminou a primeira: a causar dificuldades nos jogos de serviço de João Sousa. O tenista natural de Guimarães ainda conseguiu vencer os primeiros dois jogos em que serviu no segundo set, mas Goffin alinhou depois quatro jogos consecutivos para, ao fim de uma hora e 21 minutos, selar o triunfo.

Com o afastamento de João Sousa, fica desde já garantido que o Millennium Estoril Open vai ter um novo campeão na edição de 2019, ano em que estreia um novo troféu. A participação portuguesa fica agora entregue a João Domingues, que discute esta sexta-feira o apuramento para as meias-finais com o grego Stefanos Tsitsipas. Quanto a João Sousa, vai agora preparar a participação no Mutua Madrid Open, torneio da categoria ATP Masters 1000,  que se joga na Madrid Caja Mágica.