Depois de três horas de jogo o vimaranense venceu o jovem americano e avança para a segunda ronda. O próximo confronto é contra o suíço Roger Federer.

O Court 3 do Masters 1000 de Roma foi palco, nesta terça-feira, da partida entre o norte americano Francis Tiafoe e o português João Sousa. Na primeira ronda do torneio italiano o tenista luso foi superior e venceu com parciais de 6-3, 6-7(3-7) e 7-6(7-4).

Este foi o segundo encontro dos tenistas em torneios da ATP. Sousa foi o vencedor do último e primeiro confronto, no Estoril Open em 2018. Por ser um especialista em terra batida, o vimaranense teve uma ligeira vantagem sobre o atual número 34 do ranking mundial, mais identificado com o piso duro.

João Sousa tentou pressionar o adversário com boas devoluções e forçou uma quebra de serviço logo no primeiro jogo. Contudo, Tiafoe aguentou bem e confirmou o seu serviço. O português confirmou o mesmo logo de seguida e, mais uma vez, pressionou o americano, porém, teve êxito em conseguir o break nesta altura.

Os tenistas confirmaram os serviços até ao nono jogo, onde Sousa, com vantagem de 5-3 aumentou a intensidade das trocas de bola e teve o set point. O jovem americano conseguiu chegar ao deuce, mas não resistiu ao vimaranense, que mais uma vez quebrou o serviço do rival e venceu o primeiro set por 6-3.

Na volta para o segundo parcial, o americano foi mais objetivo e agressivo. Quebrou o serviço de Sousa e logo pôs ritmo no seu estilo de jogo. Porém, no quarto jogo o atual número 72 do mundo foi superior e devolveu o break. O jogo manteve-se constante até ao tie-break, onde Francis teve a vantagem e venceu 6-7 (3-7).

O terceiro e decisivo set começou equilibrado, ambos os tenistas já estavam a cometer mais erros, mas nada que comprometesse a partida. Já passavam das duas horas de jogo quando estava empatado em 2-2. O set estendeu-se novamente até o tie-break e de ressaltar que o vimaranense teve muita dificuldade em confirmar os serviços. Após sair atrás, João Sousa foi capaz de se reerguer e ir buscar forças para virar o tie-break e vencer o set em 7-6 (7-4) depois de três longas horas de partida.

Na próxima ronda, o tenista português melhor posicionado no ranking tem de consertar os erros para enfrentar Roger Federer, cabeça de série número 3. A partida joga-se na próxima quarta-feira, dia 15, às 10h00.