Rami Khalife, ao som de temas como “Jardines”, fez as honras da noite de sexta-feira de muitos bracarenses.

O pianista Rami Khalife preencheu o segundo dia do ciclo Respira! 2019, atuando na passada noite de sexta-feira, na sala principal do Theatro Circo.

Um piano, pouca luz e um homem que trazia vestida uma camisa branca. Um cenário arrepiante que serviu de presságio para aquilo que iria ser o espetáculo.

O concerto começou com peças como “Piano Trip” e “Jardines”. O franco-libanês Rami Khalife, ao dirigir-se ao público, falou em português, explicando que tem muitos amigos brasileiros. “A música tem muita tristeza, mas também energia positiva. Estou muito feliz por apresentar isto para vocês”, afirmou.

Sussurrando ao microfone, foi hora de ouvir o tema “Lost”, no qual o artista também cantou. A peculiaridade do pianista reviu-se nos seus movimentos, desde o bater do pé ao abanar do cabelo, dependendo do momento, pois as suas músicas eram um misto de calma e agitação.

No fim do concerto, o artista foi aplaudido de pé e o público insistiu para mais uma música, que foi prontamente concedida. A prova de que um simples instrumento e a genuinidade de um cantor tornam uma noite num serão inesquecível, aos olhos de quem lá esteve presente. O Respira! 2019 termina este sábado, com atuações de Lubomyr Melnyk e Kathryn Joseph.