Homem do jogo

Miguel Batista

Exibição bastante positiva do camisola 5 do ABC/UMinho. Autor de sete golos na primeira parte do encontro (terminou o encontro com oito tentos apontados), Miguel Batista foi decisivo para contrariar a fase de maior folgor do CCR Fermentões nos primeiros 30 minutos. Para além da solidariedade defensiva que apresentou ao longo de toda a partida, fica na retina o tento que marcou já depois do soar da buzina na primeira metade do jogo.

 

Em cima

Humberto Gomes

Demonstrou que a idade e a experiência ainda são um posto e fez uma exibição bastante segura. Especialmente inspirado na reta inicial da segunda parte, foi um dos principais responsáveis pelo facto de o CCR Fermentões ter marcado tão poucos golos nesta fase do jogo. A isto ainda juntou uma série de assistências milimétricos, tanto para Carlos Bandeira como para Rafael Peixoto.

Manutenção do CCR Fermentões

É certo que o a partida desta quarta-feira culminou com uma derrota da turma vimaranense, mas a verdade é que os jogadores e os adeptos do CCR Fermentões terminaram a noite em festa. Beneficiando da derrota do AC Fafe, o conjunto orientado por José Vieira assegurou a manutenção na elite do andebol português.

 

Em baixo

Entrada na segunda parte do CCR Fermentões

A primeira parte do jogo, apesar de nem sempre ter sido bem disputada, pautou-se pelo equilíbrio e pela vontade de ambas as formações em chegar ao golo. No entanto, a situação alterou-se na segunda parte. O CCR Fermentões surgiu mais perdulário (pese embora a inspiração de Humberto Gomes) e apontou apenas dois golos nos primeiros dez minutos da etapa complementar. A diferença no marcador acentuou-se e uma recuperação do conjunto de Guimarães tornou-se uma miragem.