O apoio adquirido vai permitir a execução de 750 mobilidades de estudantes, docentes, pessoal administrativo, técnico e de gestão.

A Universidade do Minho garante financiamento para três projetos que se enquadram no programa de mobilidade Erasmus+ em 2019. No seguimento da candidatura à Ação Chave 1 da iniciativa, a academia minhota obteve financiamento superior a 1.6 milhões de euros para projetos do programa.

A universidade apoia o projeto International Credit Mobility (ICM), que permite o intercâmbio de estudantes, pessoal docente e não docente em 41 países de todo o mundo.

O orçamento permite ainda financiar o projeto Joint Academic Mobility Scheme with the MIddle East and South (JAMIES) que – em conjunto com a Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro, a Universidade do Porto e a Universidade do Algarve – tem como objetivo apoiar o desenvolvimento e modernização de instituições de ensino superior do Líbano, Jordânia, Palestina, Síria e Tunísia.

O UNorte International, terceiro projeto do Programa Erasmus+ financiado pela UMinho, foca-se na mobilidade de trabalhadores docentes e não docentes, e tem o intuito de promover a competitividade de algumas universidades portuguesas, incluindo a UMinho, no espaço europeu.

Juntamente com a habitual candidatura institucional para países do Programa Erasmus+, o financiamento adquirido irá permitir a execução de 750 mobilidades de estudantes, docentes, pessoal administrativo, técnico e de gestão.