Barcelenses somaram segunda derrota no campeonato.

O Gil Vicente viajou, este sábado, até ao reduto do SL Benfica, em jogo a contar para a quinta jornada da Liga NOS. Num jogo em que os benfiquistas tiveram mais oportunidades, os gilistas saíram derrotados por 2-0.

Numa primeira parte que só aqueceu nos últimos minutos, os pupilos de Bruno Lage foram os mais perigosos. Aos nove minutos, Ferro esteve perto de abrir o marcador de cabeça, depois de um cruzamento de Pizzi.

Segundos depois, Nogueira cometeu uma grande penalidade sobre Pizzi, mas, na conversão, o internacional português esbarrou numa grande intervenção de Denis. Dez minutos depois, Grimaldo, da esquerda, cruzou para Rafa, que cabeceou ao lado.

Aos 32 minutos, Pizzi cruzou para Seferovic, que, também de cabeça, só foi parado pelo guardião gilista. Quando faltavam seis minutos para o intervalo, saiu mais um cruzamento perigoso da esquerda para o centro. No entanto, Denis respondeu de forma positiva ao cabeceamento de Pizzi.

A equipa barcelense acordou e fez a baliza vermelha e branca tremer pela primeira vez aos 40 minutos. Kraev passou para Baraye que, depois de um momento de inspiração face à defesa benfiquista, só ficou a faltar mesmo fazer o gosto ao pé.

O único golo da primeira metade chegou aos 45 minutos. Após um grande passe de Taarabt, André Almeida cruzou e Nogueira antecipou-se a Raúl de Tomás para colocar a bola na própria baliza. Ao intervalo, as águias venciam por 1-0.

À vinda dos balneários, a turma de Barcelos veio decidida a inverter o resultado. Aos 49 minutos, Kraev fintou Rúben Dias e atirou a bola a rasar o poste. Contudo, no primeiro momento de perigo das águias, Pizzi fez o segundo da equipa, na resposta ao canto de Grimaldo.

Aos 68′, Raúl de Tomás podia ter feito o terceiro. Rafa ligou o motor ainda antes do meio campo e carregou a bola até perto da grande área, altura em que deixou para o espanhol rematar de longe ao lado.

Até ao final, o clube barcelense não desistiu. Aos 70 minutos, Kraev dispôs de duas oportunidades. Na primeira, não conseguiu ser superior a Odysseas Vlachodimos e, no ressalto, falhou o alvo. A três minutos do fim do tempo regulamentar, Sandro Lima ainda fez o gosto ao pé, mas o golo foi anulado por fora de jogo.

O Gil Vicente soma, assim, a segunda derrota no campeonato e mantém os cinco pontos que possuía à entrada para a jornada. O próximo jogo da equipa minhota é em casa, contra o Boavista, dia 22, às 15h30.