Vimaranense venceu o russo Karen Khachanov e apurou-se para os quartos de final.

João Sousa conseguiu, esta quinta-feira, uma das maiores vitórias da carreira. Em São Petersburgo, o número um nacional superiorizou-se a Karen Khachanov, número nove mundial e segundo cabeça de série em solo russo. O vimaranense venceu em dois sets, com os parciais de 7-6(2) e 6-4, e garantiu o apuramento para os quartos de final do ATP 250.

O tenista português apresentou-se bastante sólido, obrigando o adversário a longas trocas de bola, nas quais cometeu menos erros. Sousa foi o primeiro a quebrar o serviço de Khachanov, mas acabou por permitir a recuperação imediata do adversário, num jogo de serviço menos conseguido e onde Khachanov contou ainda com a ajuda da tela num ponto de extrema importância. A primeira partida só se resolveu com recurso ao tie-break. João Sousa jogou o desempate de forma quase perfeita e adiantou-se no marcador.

No segundo set, os erros continuaram a sair da raquete do russo, que não escondeu a frustração em alguns momentos do parcial. Do outro lado da rede, João Sousa manteve-se concentrado e, depois de ter ameaçado o break no primeiro jogo do set, acabou por concretizá-lo ao quinto jogo. Após a quebra de serviço, o vimaranense manteve-se muito consistente nos jogos de serviço e não deu azo a uma resposta de Khachanov. Quando o relógio do court indicava a duração de uma hora e 41 minutos, Sousa concretizou o primeiro match point de que dispôs para selar a vitória.

À procura de repetir a final de 2015 no torneio russo, João Sousa tem, agora, encontro marcado com o cazaque Mikhail Kukushkin nos quartos de final. Kukushkin, 57.º da hierarquia mundial e sexto cabeça de série em São Petersburgo, bateu o bósnio Damir Dzumhur por 7-6(2) e 6-2.