Alecia Beth Moore Hart, normalmente conhecida por P!nk, completa hoje o seu 40º aniversário. Originalmente membro do grupo feminino The Choice, começou a carreira de quase 20 anos a solo no ano de 2000. Durante esta viagem passou também por experiências no cinema.

Nasceu num meio onde o gosto pela música sempre prevaleceu, por isso, desde pequena que atuava. Com apenas 14 anos, surgiu o seu primeiro contrato para fazer parte de uma banda chamada Basic Instinct. Só depois é que passou, o que na altura parecia definitivamente, para o girl group The Choice.

A presença neste grupo foi algo que marcou bastante a artista. O ambiente familiar perturbava P!nk, que muitas vezes procurava refúgio na bebida e nas drogas quando saía com os amigos, quase sofrendo uma overdose. A experiência profissional em grupo não foi das melhores, mas as amizades conquistaram um lugar no coração de P!nk. A separação foi algo difícil, mas o desejo de uma carreira bem-sucedida era maior.

O seu percurso começou em 2000 com o lançamento do single “There You Go”. A música, bastante característica do Pop dos 00’s, abriu o palco para o primeiro álbum, Can’t Take You Home. O segundo projeto M!ssundaztood trazia mais da personalidade da artista, logo sendo mais genuíno, conseguiu ser um dos mais bem sucedidos a nível de vendas.

O sucesso continuava e P!nk mostrava cada vez mais que tinha imensas qualidades. Colaborou com artistas como Christina Aguilera, Mya e Lil’ Kim, no hit intemporal “Lady Marmelade”. A música da banda sonora do filme Moulin Rouge! conquistou o Grammy de Melhor Colaboração Pop em 2002.  Participou ainda na mítica publicidade da Pepsi junto com Britney Spears e Beyoncé, lendas do Pop.

Em 2006, casou com o seu namorado de longa data, Corey Hart, e, em 2008, lançou o único single a atingir o primeiro lugar no Billboard Top 100, “So What”. Com “So What”, “Sober”, “Please Don’t Leave Me”, “Funhouse” e “Glitter in The Air”, P!nk conseguiu que o seu quinto projeto fosse considerado o álbum com mais faixas no Billboard Top 100.

Como celebração dos dez anos de carreira, a artista trouxe o projeto “Greatest Hits…So Far!!!” onde reunia precisamente os hits lançados até à data. “Raise Your Glass”, conhecido a 6 de outubro de 2010, integrou o conjunto. No ano seguinte, P!nk fez uma pequena pausa na produção devido ao nascimento da primeira filha, Willow Sage Hart.

Já 2012 foi um ano excelente a nível profissional. Assistimos ao lançamento de singles como “Just Give Me A Reason”, que se sagrou o mais vendido no ano de 2013, com Nate Ruess, e “True Love”, com Lilly Allen. Ainda a solo “Blow Me (One Last Kiss)”. Todos estes fazem parte do fantástico conjunto a que P!nk chamou “The Truth About Love”.

A partir daqui, P!nk concentrou-se mais na sua vida pessoal até que, em 2016, nasceu o seu segundo filho, Jameson Moon Hart. Com o single “Just Like Fire”, banda sonora do filme “Alice do Outro Lado do Espelho”, voltou ao público, trazendo em 2017 um novo projeto. “Beautiful Trauma” carrega um pouco da vida pessoal da artista, por isso é bastante emotivo e fica na nossa memória. Como parte do seu regresso, a MTV homenageou-a com o prémio Michael Jackson Video Vanguard nos MTV Video Music Awards de 2017.

Passados dois anos, P!nk presenteou-nos com o seu mais recente álbum, Hurts 2B Human. Aqui mostra a sua empatia com as pessoas, reforçando que todos temos as nossas lutas diárias. Para além disso revela alguns aspetos da sua própria vida enquanto adolescente, o que nos aproximou mais de Alecia Moore, em vez de P!nk.

A vencedora de apenas três Grammys é a prova de que nem sempre o reconhecimento oficial é a maior prova de uma carreira musical bem sucedida. A legião de fãs que tem vindo a conquistar transparece que é adorada mundialmente. Nascida em volta do Pop, rapidamente cresceu um novo estilo que ganha vida com a sua voz peculiar. Artista muitas vezes desvalorizada, mas que conseguiu deixar a sua marca no mundo da música.