Vitória famalicense agudiza crise do Gil Vicente FC.

O FC Famalicão e o Gil Vicente defrontaram-se, esta quarta-feira, no Estádio Municipal de Famalicão em jogo a contar para a nona jornada da Liga NOS. A formação famalicense venceu a partida por 2-1

Ambos os conjuntos entraram na partida à procura do regressar às vitórias. Os gilistas já não vencem desde a primeira jornada e os famalicenses vinham do desaire frente ao FC Porto. Foi o Gil Vicente a criar perigo primeiro. Kraev passou pela defesa e tentou ultrapassar Vána, mas o guarda-redes cortou a bola.

O FC Famalicão inaugurou o marcador aos 21 minutos com um cruzamento ao segundo poste para Racic. O médio falhou, mas Toni Martinez atirou para o fundo das redes da baliza de Denis na recarga. O avançado espanhol esteve perto de bisar aos 33 minutos com um cabeceamento, que passou ao lado da baliza gilista.

A cinco minutos do final do primeiro tempo, Naidji caiu na área, porém o árbitro da partida mandou seguir o lance. Vitor Oliveira protestou, foi expulso do banco do Gil Vicente FC e viu o resto do jogo da bancada. A partida seguiu para intervalo com a formação da casa a vencer por 1-0.

Aos 51 minutos, Kraev rematou do bico da área e a bola passou a rasar o poste. Contudo foi marcado fora de jogo ao internacional pela Bulgária. Aos 80 minutos, a formação famalicense aumentou a vantagem para dois golos, com Centelles a servir Anderson, que assinalou o seu nome na lista dos marcadores.

Ao minuto 90, quando a partida parecia controlada pela equipa de João Pedro Sousa, Sandro Lima atirou a bola para o fundo da baliza, e reduziu a desvantagem dos gilistas para 2-1, resultado que durou até ao apito final.

Com esta vitória, o FC Famalicão iguala pontualmente o FC Porto, terceiro e segundo qualificado respetivamente, enquanto que o conjunto de Barcelos ocupa o 15º lugar. Na próxima jornada haverá novo dérbi minhoto, com os famalicenses a viajarem até à cidade dos arcebispos para defrontar o SC Braga. Já o Gil Vicente volta a casa para encontrar o CS Marítimo.